Anúncio

Moradores de Guarapari sofrem com falta d’água

Por Carolina Brasil

Publicado em 2 de janeiro de 2020 às 12:23
Atualizado em 2 de janeiro de 2020 às 12:27

Anúncio

A comunidade teme que essa seja a realidade durante todo o verão

A louça se acumula enquanto as torneiras estão secas. Foto e vídeo: Leitor

Moradores do bairro Elza Nader, em Guarapari, reclamam de falta d’água há três dias. De acordo com Rodrigo Santos, líder comunitário, o problema atinge diversos moradores da comunidade. “Estamos passando a maior parte do tempo sem água e, quando chega à torneira, é fraca. É triste um trabalhador não poder tomar um banho depois de um dia de serviço, não ter como lavar a roupa, a louça”. Segundo ele, já entrou em contato e aguarda uma posição da empresa.

Rodrigo e as pessoas que ele representa temem que o antigo problema de desabastecimento com a chegada do verão volte a se repetir. “Há cerca de cinco anos mostramos nossa indignação e se for preciso, voltaremos a nos manifestar. Todos sabem que Guarapari recebe milhares de pessoas durante a alta temporada, não é uma surpresa. Depois de anos sem passar por esse transtorno será que vamos voltar a sofrer?”, indagou. Um vídeo foi gravado mostrando o problema:

Procuramos a Cesan (Companhia Espírito-Santense de Saneamento) questionando se já teria conhecimento da situação, qual seria o motivo do problema no bairro, previsão de solução e se seria um caso pontual ou se teria relação com a alta temporada e o aumento de pessoas na cidade, um indício de que o desabastecimento em alguns bairros no verão poderia voltar a ocorrer.

Em nota, a empresa respondeu que tomou todas as medidas necessárias para garantir o fornecimento de água e que as estações de tratamento, bombeamento e reservatórios funcionam com capacidade total. A Cesan informou ainda que está complementando o abastecimento com carros pipa, mas não deixou claro se esse seria o caso do bairro Elza Nader, em Guarapari.

Ainda em resposta essa demanda, a Cesan enfatizou que o consumo de água está muito elevado e que moradores e turistas devem economizar. “Nesse período a população pode chegar a seis vezes o número de moradores nos balneários e como os sistemas de abastecimento de água são bens coletivos, o excesso de consumo pode provocar casos pontuais de falta d´água. Além disso, alguns imóveis são alugados e passam a abrigar um número de pessoas muito acima do que foram projetados. Nesses casos, os reservatórios desses imóveis esvaziam-se rapidamente”.

Para finalizar, a orientação da empresa é que, em caso de falta d’água, os moradores devem acionar a Cesan pelo telefone 115. Técnicos atendem todos os pedidos de verificação de abastecimento. A chamada é gratuita e o atendimento funciona 24 horas.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

carteiras_aulas_escolas_guarapari_educação

Escolas Municipais de Guarapari retomam aulas presenciais na segunda-feira (01)

Retorno será gradual, por revezamento e em etapas, sempre condicionado à classificação do município no Mapa de Risco do Governo do Estado

corona

223 mortos e quase 9.200 contaminados pela Covid-19 em Guarapari

Anúncio

Anúncio

br-eco-101

Trecho da BR-101 entre Guarapari e Anchieta tem nova interdição para detonação de rocha

Durante a ação, o trecho seguirá totalmente bloqueado por cerca de uma hora em ambos sentidos

familia_agata_cardoso

Família de Guarapari realiza rifa para custear tratamento da jovem Ágata Cardoso

Para dar seguimento ao tratamento, Ágata precisa realizar um exame que custa R$4.500

Anúncio

assalto igreja6

Paróquia Nossa Senhora da Conceição é assaltada em Guarapari

Garota é condenada por criar grupo de ofensas no WhatsApp

Wi-fi gratuito em diversos pontos da cidade promove o acesso à internet em Alfredo Chaves

Anúncio