Anúncio

Morcego com raiva é encontrado em Muquiçaba; Guarapari inicia vacinação no bairro

A vacinação iniciou hoje (14) em todo bairro. Os agentes estão indo de casa em casa para evitar aglomerações

Por Aline Couto

Publicado em 14 de julho de 2020 às 12:19
Atualizado em 15 de julho de 2020 às 10:58
Anúncio
Fotos: CCZ.

Nesta terça-feira (14) foi iniciada a vacinação antirrábica em cães e gatos do bairro Muquiçaba, em Guarapari. A ação é uma forma de prevenção contra a raiva após os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Guarapari terem encontrado um morcego no bairro, que foi testado positivo para a doença. “Durante uma ação de desratização em Muquiçaba, na semana passada, os agentes encontraram um morcego caído no chão e recolheram para a análise. Um teste confirmou que o animal estava com raiva”, contou Lorena Santos Silva, gerente de vigilância ambiental do CCZ.

Segundo Lorena, um morcego caído em plena luz do dia é incomum e por isso chamou a atenção dos profissionais. “O animal é de hábitos noturnos. Quando encontrado no chão durante o dia, é sinal que algo está errado. Nessa condições, não se deve tocar no morcego, mesmo se estiver morto. E se possível, isolar o local em que o animal foi encontrado, colocar sobre ele um balde, pote, pano ou caixa, e ligar imediatamente para o CCZ“.

O bloqueio vacinal na região é uma medida indicada pelo Ministério da Saúde, que preconiza um raio de 500 metros de onde o animal foi encontrado. O objetivo é impedir a disseminação do vírus entre os outros animais, principalmente cães e gatos, que possuem maior contato com humanos. “Vamos cobrir o bairro todo por precaução. Serão vacinados todos os animais que precisam receber a primeira vacina e os que estão sem receber a dose há dois anos”, disse Lorena. 

Vale lembrar que cães e gatos precisam tomar a vacina antirrábica uma vez por ano. “A vacinação estadual deste ano está marcada para 24 de outubro. Em Guarapari ainda estamos analisando como será feita. Temos que impedir aglomerações e usar todas as medidas de saúde por conta da pandemia do coronavírus”.

Raiva 

A raiva é uma doença viral que é transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, principalmente por meio de mordidas e até mesmo arranhões ou lambidas desses animais. 

Ela é considerada uma doença grave com letalidade de aproximadamente 100%. A doença se caracteriza como uma encefalite (inflamação do encéfalo) progressiva. Os principais sintomas em humanos são: mal-estar geral, pequeno aumento de temperatura, anorexia, cefaléia, náuseas e coma. 

Qualquer tipo de agressão por morcego, cães e gatos procure a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

CCZ: (27) 3262-1456/ 3262-1271

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Covid-19: Mais 49 pacientes infectados em Guarapari

Ao todo, o município registra 3.281 casos da doença; Destes, 2.945 estão curados

arvore1

Dia da árvore: Guarapari e Anchieta promovem ação conjunta de plantio de espécies nativas

Essa ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, de Guarapari, e Secretaria de Meio Ambiente, de Anchieta

Anúncio
Anúncio
Imagem 04 (1)

PM apreende armas, munição e drogas durante fim de semana em Guarapari

Uma das apreensões ocorreu no bairro Bela Vista, nas proximidades de um baile funk denominado “Baile da Baixada”

escola

Ideb: Escola de Alfredo Chaves alcança segundo melhor índice do Espírito Santo

Para o diretor da EEEFM Camila Motta, o bom desempenho da instituição se deve ao trabalho alinhado entre administração pública, gestão, educadores e famílias

Anúncio
desaparecido3

Família busca por jovem desaparecido em Guarapari

Guilherme foi visto pela última vez na quarta (16) no bairro Aeroporto

Covid

Guarapari: vira lata salva avó e neto de ataque de pitbull

Chamado de Covid, por aparecer no bairro durante a pandemia, o cachorro ficou muito machucado e ficará com sequelas; avó e neto saíram ilesos

Anúncio