Anúncio

Motoristas de ônibus fizeram paralisação nesta manhã (20) como forma de protesto em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 20 de fevereiro de 2020 às 12:13
Atualizado em 20 de fevereiro de 2020 às 13:15
Anúncio

O motivo do ato seria o atraso no salário dos profissionais

Foto: Antônio Cláudio Pina, diretor do Sintrovig,

Os motoristas de ônibus da Expresso Lorenzutti, empresa responsável pelo transporte municipal de Guarapari, realizaram, na manhã desta quinta-feira (20), um protesto a respeito do formato de pagamento do adiantamento salarial da classe.

De acordo com Antônio Cláudio Pina, diretor do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari – Sintrovig, sindicato que representa os motoristas de ônibus, a paralisação se deve pela ameaça da empresa em atrasar o pagamento dos funcionários, justificando a pouca arrecadação de valores devido às vans que fazem transporte irregular no município. “Outro motivo do protesto seria o anuncio da Lorenzutti dizendo que funcionários serão demitidos após o carnaval, pela mesma explicação do valor arrecado estar abaixo do esperado por causa das vans que não tem autorização para rodar e transportar passageiros”, explicou.

A paralisação começou 9h da manhã e foi até meio dia. “Optamos por não interromper as rotas nas primeiras horas da manhã para não atrapalhar os trabalhadores da cidade”, disse o diretor da Sintrovig.

Após o retorno aos trabalhos, os motoristas esperam que algum gestor tome providencias para que ocorra uma maior fiscalização das vans irregulares. “Se nenhuma medida for tomada, vamos parar em definitivo até a situação se resolva”, falou Antônio Cláudio.

Segundo informações da empresa, não existe nenhum atraso de pagamento e o adiantamento salarial será depositado hoje. Sobre as demissões após o Carnaval, há possibilidade porque houve um aumento no número de colaboradores durante o verão, através de contratos temporários.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Bolsonaro testa positivo para o novo coronavírus

Desde a noite da última segunda-feira (06), quando apresentou os primeiros sintomas, o chefe do executivo cancelou a agenda da semana

óbitos covid

Guarapari perto dos 5% de óbitos por Covid-19

Dos 1.117 casos confirmados na cidade, 50 chegaram ao óbito.

Anúncio
Anúncio
policia federal

Fraude em merendas de Guarapari segue em investigação

Anúncio
Foto: Reprodução

Guarapari totaliza 50 mortes pela Covid-19; 25 pacientes estão hospitalizados

3 mortes foram registradas nas últimas 24h; Índice de letalidade da doença no município sobe para 4,48%

Bruna grávida de Arthur. Foto: Arquivo Pessoal

Guarapari: Após perder o filho, mãe grava vídeo incentivando doação de sangue

Grata pelas transfusões sanguíneas que permitiram que Arthur vivesse 71 dias, Bruna Guerini criou uma campanha para salvar vidas

Anúncio