Anúncio

Mudanças no trânsito de Guarapari provocam dúvidas e queixas

Por Gabriely Santana

Publicado em 17 de janeiro de 2017 às 10:26
Atualizado em 17 de janeiro de 2017 às 10:31
Anúncio

Depois da retirada dos gelos baianos e a implantação do sentido único na rua do Hospital São Pedro e também próximo a Igreja São Pedro, em Muquiçaba, muitas dúvidas ficaram a cerca do trânsito na região. Apesar da movimentação tranquila alguns motoristas ainda não sabiam da alteração de sentido.

rua hospital

Os gelos baianos da rua do hospital São Pedro foram substituídos por sinalização vertical. Foto: Hamilton Garcia/Folha da Cidade

O administrador Sebastião Carlos, 47 anos, por exemplo, trafegava na R. Ewerson de Abreu Sodré, e não sabia ainda que era proibido entrar à esquerda para a R. Santana do Iapó. “Com a retirada dos gelos baianos, não tinha reparado a sinalização vertical e acabei entrando na contramão. Ficou um pouco confuso para o motorista. Tinha que ter um guarda ou a polícia de trânsito para orientar melhor”, disse.

rua igreja

Mudança também foi observada na rua da Igreja São Pedro. Foto: Hamilton Garcia / Folha da Cidade

Já o advogado Vinícius Rebouças acredita que as mudanças irão melhorar na avenida, mas trarão prejuízos na Ewerson de Abreu Sodré. “Eu acredito que está melhor com a implantação do sentido único. Mas, em minha opinião, vai piorar na principal por conta do semáforo próximo à rotatória. Antes, quando não tinha, já era muito congestionado”, comentou.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Guarapari, a retirada dos gelos baianos foi substituídas pela sinalização
horizontal. “Anteriormente de mão dupla a via por ser estreita foi modificada para apenas um sentido no período da colocação do gelo baiano, porém, sua instalação gerou ocorrência de acidentes. Assim, o obstáculo (gelo-baiano) foi substituído por sinalização horizontal mantendo a mão única e melhorando, inclusive, o fluxo do trânsito no local”, disse a prefeitura em nota.

Outras alterações

2684a2ec-5aa8-401d-90be-e1613dc73be3

Na Praia do Morro o acesso foi dificultado com uma placa na Rua Mõnaco. Foto: Lívia Rangel / Folha da Cidade

Além das ruas de Muquiçaba, em pleno verão, algumas vias na Praia do morro também sofreram alterações. Moradores e turistas
ficaram confusos com a mudança que aconteceu sem conscientização e de uma hora para outra. A Rua Mônaco que sobe para a Av. Praiana, por exemplo, voltou a ser contramão e agora os motoristas que querem fazer o contorno precisam dar a volta e descer pela Av. Paris. “Voltou a ser como era antes, mas complicou muito. Agora temos que dar uma volta para retornar. Ficou muito distante. Esse trânsito de Guarapari fica cada dia mais complicado. Ao invés de facilitar a vida da gente só atrasa”, disse o motorista do Uber, Júlio Freixo.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Divulgação

Prefeitura de Anchieta investe em obras na sede e no interior do município

Mesmo focada nas ações de prevenção a Covid-19, a Prefeitura segue com obras para dar mais segurança e qualidade de vida aos moradores

Foto: Reprodução

Coronavírus já infectou 19 idosos residentes e 10 trabalhadores em instituições de Guarapari

O crescimento percentual da Covid-19 nesses idosos no ES, de 22 de maio até 3 de julho, foi de 630%. A verificação é realizada em 36 municípios do Estado

Anúncio
Anúncio
MãesColorindo

Mães cobram acessibilidade para os filhos especiais em parques e praças de Guarapari

“Acessibilidade e inclusão significam que todos terão direito a usufruir dos serviços prestados com qualidade, que todos poderão explorar o ambiente sem nenhuma barreira e restrição” disse uma das mães.

caso canil pitbull

Polícia Civil de Guarapari investiga caso de brigas e mortes entre cães

Anúncio
31ba2ffa-fff3-45e2-ac13-5c8c5947830d

Moradores do bairro São Gabriel se unem para reformar casa de senhora em Guarapari

Os vizinhos se mobilizaram para construir um banheiro para a mulher de 59 anos, que tem câncer de mama e vive em situação precária

corona

Coronavírus: Guarapari registra mais dois óbitos e 30 novos casos

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, publicado na noite de ontem (08), o município totaliza 1178 casos e 53 mortes pela doença

Anúncio