Anúncio

Na ponta dos pés, um gesto de amor

Por Gabriely Santana

Publicado em 21 de dezembro de 2015 às 19:35
Atualizado em 21 de dezembro de 2015 às 19:35

Anúncio

O público que prestigiou a apresentação da Academia Korpus, sob a coordenação da coreógrafa e professora Viviani Lima, não poupou aplausos para o espetáculo de 25 anos, que aconteceu no ginásio do Sesc de Guarapari. Tia Vivi, como é mais conhecida por todos, imprimiu a marca do seu talento e brilhou juntamente com os demais bailarinos em cada uma das coreografias levadas à cena. E dessa vez, contou com brilhos mais que especiais: os holofotes dos olhos de crianças e adolescentes que nunca teriam a chance de apreciar uma dança clássica.

Filhos Marcos Neri

FILHOS do corredor Marcus Neri também acompanharam de perto o ballet classico da Korpus

Cerca de 200 crianças de diversas Ongs e associações do município se encontraram na plateia para assistir algo que elas nunca viram. Segundo Viviani Lima, esse trabalho surgiu com a ideia de trazer algo que dificilmente elas teriam acesso. “Já fazemos isso há cinco anos. O trabalho de incluir as entidades é uma forma de mostrar para essas crianças que existem outros ritmos além do funk e do axé. Essa é uma primeira janelinha para elas e talvez uma porta de entrada para o ballet”, disse.

No palco, o que o público presenciou foi um espetáculo belíssimo concebido pelo desempenho de bailarinas de várias idades, que trouxeram muita energia para as apresentações em grupo e números solos. A energia contagiante e frenética de cada coreografia marcou o ritmo do espetáculo apresentando um universo de sonho, enlevo e cores. Tudo isso por meio da dança, na graça e leveza de cada participante, na beleza dos figurinos e na magia contagiante da inspirada trilha sonora escolhida para ilustrar suas adaptações.

Foi o que encantou Eduardo Chiarelli de apenas 12 anos. “Gosto muito de dança e hip-hop. Mas essa é a primeira vez que vejo uma apresentação de ballet ao vivo ainda mais em uma arena tão grande como essa”, completou Eduardo que participa da Célula Fluir de Deus.

Crianças Salvamar

SALVAMAR e Celúla da Tia Marina participaram do espetáculo. Foto: Glenda Machado

Viviani Lima ainda enfatiza que as apresentações valorizam a cultura do Estado e representam grande satisfação tanto para os profissionais que ensinam a arte quanto para os que dançam. “A ideia é proporcionar a união do ballet clássico e o moderno. Vale enfatizar o empenho e dedicação de cada uma das alunas, que se entregaram de corpo a alma nos ensaios e o resultado foi que cada uma delas brilhou e encantou sonhos de diversas crianças que estão aqui hoje. Todos estão de parabéns”, disse.

Segundo a Tia Marina, professora da Célula Fluir de Deus, essa oportunidade foi muito importante para as suas crianças. “A dança é a expressão mais linda da arte e para eles hoje é um momento único de apreciação e envolvimento”, finalizou Marina Bianchi.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

74-mapa-de-risco-covid-19-1

Governo do Espírito Santo divulga 74º Mapa de Risco Covid-19

amarelo-setembro-2021-09-24

Ação em Guarapari busca conscientizar sobre importância da saúde mental

Ação acontece neste sábado (25), no Centro da cidade

Anúncio

Anúncio

Foto: Reprodução/Pixabay

Câmara derruba veto e promulga lei contra nomeação de condenados por violência contra a mulher em Guarapari

Pfizer-COVID-19-Vacine

Ação de vacinação gera dúvidas; prefeitura de Guarapari esclarece

Anúncio

filhos procuram pai21

Sem encontrar o pai há mais de 30 anos, filha busca notícias em Guarapari

A família morava no município até a separação do casal; a mãe foi com os filhos para o Rio de Janeiro

pfizer

Pfizer: Guarapari faz ação com 12 mil doses para imunizar diversos grupos contra Covid-19

Imunização acontece amanhã (25) em Unidades de Saúde do município

Anúncio