Anúncio

“Não é o momento de contar calorias, mas de fortalecer o organismo”, alertou nutricionista de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 28 de março de 2020 às 12:00
Atualizado em 25 de março de 2020 às 15:36
Anúncio

Nutricionista Maria Aracy. Foto: Arquivo Pessoal.

Em tempos de quarentena, decorrente da pandemia do Covid-19, o medo de se refugiar na comida, podendo prejudicar a saúde ou engordar em excesso, tem povoado o pensamento de muitos. Somando a ansiedade pelo medo da doença que assusta o país e o mundo com o isolamento social necessário nesse momento, a comida é a saída na maioria das vezes.

A nutricionista Maria Aracy, residente e atuante em Guarapari, sugere cautela durante esse período e alerta que o momento não é de pensar no valor calórico de cada alimento, mas na composição nutricional e priorizar os alimentos que podem auxiliar no fortalecimento do imunológico. “O consumo de gengibre, açafrão da terra (cúrcuma), coentro, alho, cebola, inhame, laranja, limão, abacaxi (frutas cítricas), castanha do Pará, caju (oleaginosas), própolis e mel, salmão, atum, gema de ovo e bife de fígado, bem como os ricos em fibras: grãos, farináceos, oleaginosas e cereais integrais, consumidos com moderação, podem fazer parte de uma alimentação equilibrada que não irá afetar no ganho de peso”, orientou Maria.

De acordo com a profissional, as vitaminas A, B2, B6, C, D, E, zinco, selênio e multivitamínicos são aliados para o fortalecimento da imunidade e para a saúde mental. “Uma alimentação equilibrada e balanceada, hidratação adequada e alimentos ricos em vitaminas e minerais podem contribuir para a saúde mental estimulando os neurotransmissores a liberar hormônios do prazer. Alimentos como: proteínas, banana, aveia, folhosos escuros, oleaginosas, pimenta, chocolate, mel e laranja contribuem para isso”.

No entanto, Maria chama atenção para os alimentos que podem agir de forma contrária e prejudicar o imunológico como, gorduras, frituras e os com alto teor de sódio e açúcares, além das bebidas alcoólicas. “Também é importante lembrar que para todo tipo de alimento existe um limite de consumo, não só os prejudiciais. Se excedemos esse limite, nenhum irá trazer benefícios e pode ocasionar maléficos para a saúde”.

A nutricionista finaliza dizendo que é importante manter a atividade física durante o isolamento. “Exercícios auxiliam na liberação dos hormônios da felicidade. E a junção de alimentação saudável e prática de atividade física são excelentes aliados para manter a saúde mental nesses dias de quarentena”.

Anúncio
Anúncio

Veja também

corona

Guarapari deve ser classificado com risco “Alto” em Mapa de Gestão da Covid-19 amanhã (06)

O Mapa de Gestão de Risco atualizado será divulgado nesse sábado (06) pelo Governo do Estado, contudo, prévia exibida hoje (05) por Renato Casagrande durante coletiva de imprensa classificava o município desse modo

coronavírus-550x309-1

Coronavírus: Guarapari registra 20 novos casos; 11 pacientes estão hospitalizados

Ao todo, o município contabiliza 326 casos confirmados da Covid-19

Anúncio
Anúncio
gente pensando

Instrutor de Guarapari promove torneio online de xadrez e alcança participantes de 5 países

Claudio Ferreira promove competições presenciais de xadrez há mais de 15 anos e, com a pandemia, viu na plataforma online uma alternativa para continuar realizando torneios

comercio1-550x309

Covid-19: Decreto oficializa medidas restritivas em Guarapari

Saiba como funcionará o comércio a partir deste sábado (06) até o dia 14 de junho

Anúncio
Obra sede prefeitura4

Obras da nova sede da Prefeitura de Guarapari causam transtornos a morador

Manilha Setiba

Guarapari: Moradores de Setiba reclamam de ruas alagadas no bairro