Anúncio

O Espírito Santo é o Rio de Janeiro sem tantos problemas e violência

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 11 de agosto de 2019 às 15:00
Atualizado em 12 de agosto de 2019 às 09:43
Anúncio

Coluna Antônio Ribeiro (*)

É sabido por todos que militam no turismo que o Rio é o destino preferido no Brasil, quer por brasileiros ou estrangeiros. Bem que o Espírito Santo poderia ser o destino alternativo dos que não querem correr riscos.

Para tanto tentarei traçar um paralelo entre os dois estados para motivar a esta conquista. A capital é linda tal qual. Vitória se não tem o tamanho do Rio, não apresenta tantas favelas e agressões à mãe natureza.

Se lá eles tem Niterói para justificar a ponte grande e bela, aqui temos Vila Velha, que além do lindo Convento da Penha, tem a igreja original mais antiga do Brasil, bem ao pé da montanha de pedra, como a Penha de lá.

Num e noutro estado existem cidades serranas para moradores e turistas se deliciarem. Petrópolis e Teresópolis são duas jóias, assim como nossas congêneres Domingos Martins e Santa Teresa, com seus cantos e encantos.

Se os cariocas têm belas praias, Búzios e Cabo Frio como exemplo, os capixabas nada devem com as lindas Guarapari e Iriri, cada uma com seus atrativos, quer seja para jovens como para a melhor idade, com a Cidade Saúde.

Lá impressiona o Dedo de Deus, aqui reina a Pedra Azul, no mesmo estilo e grandeza. Para o turismo religioso, no Rio o ícone é o Corcovado, aqui o Santuário de São José de Anchieta, que reúne outros atrativos.

A lista de comparações poderia crescer, mas este não é o objetivo e sim motivar a mais turistas conhecerem o Espírito Santo, que fica ao lado, tem tamanho e formato do estado aproximado, petróleo e praias.

Que poderia estar faltando para recebermos a mesma quantidade de turistas? Em primeiro lugar, divulgação, quer pelo governo, como pela população, através das redes sociais que são nacionais.

Em segundo, valorizar o que é nosso. É bem brasileiro primeiro visitar lugares distantes, sem antes conhecer e promover o que é perto e nosso. Falamos mais dos outros do que de nós mesmos.

Como a crise continua, vamos dar prioridade ao que é mais barato, gastando menos e aproveitando mais, indo onde é diferente e novo.

Para contrapor a feijoada carioca, temos a moqueca capixaba!

(*) Autor do Guia de Férias, Feriados e Feriadões. Você Decide!

 

As opiniões expressas em artigos assinados ou emitidas em entrevistas são de responsabilidade dos próprios autores e não refletem posicionamento deste jornal.

Anúncio
Anúncio

Veja também

giroflex-PM

PM atendeu a mais de 16 mil ocorrências no primeiro semestre de 2020 em Guarapari

Em comparação ao ano anterior, o balanço mostra que houve uma redução significativa no número de furtos e roubos

estagio

IEL-ES abre vagas de estágio para nível superior

As oportunidades foram abertas no sistema do IEL nesta sexta-feira (03), às 13h

Anúncio
Anúncio
WhatsApp Image 2020-07-03 at 11.06.49

Guarapari: cantora de Meaípe prepara live musical para o domingo

WhatsApp-Image-2020-07-03-at-10.24.29

Ciclistas de Guarapari estimulam a prática do esporte na cidade

Anúncio
jongoAlfredo

Banda de Jongo de Alfredo Chaves ganha prêmio do Estado

novasede

Guarapari inaugura nova sede da Unidade de Saúde no bairro Kubitschek

Anúncio