Anúncio

O trânsito em Guarapari piorou, parou e até pirou!

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 6 de janeiro de 2019 às 15:00
Atualizado em 4 de janeiro de 2019 às 15:14
Anúncio

Coluna Antônio Ribeiro (*)

Criticaram tanto o rotativo, que ele terminou extinto por aqui, embora exista nas principais cidades do país. Fora da temporada, não precisava. Agora seria uma boa solução paliativa ao problemão que enfrentamos todos os dias.

Para colaborar com este caos, nestes tempos de milhares de turistas, a maioria dos apartamentos recebe dois, três, quatro carros, que quando encontram lugar para estacionar, não tiram mais do lugar, para não perder a vaga.

Antigas kombis, carretinhas e mini trailers de engate, entupidos de cadeiras e guarda sol, ocupam por toda a temporada, as melhores vagas e dali também não saem por nada, para não perder o bom ponto conquistado.

Chama a atenção que a maiorias dos grandes terrenos baldios, que algumas vezes não pagam IPTU, virem estacionamento. Alguns a R$ 10,00 a hora, outros a R$ 20,00 o dia. Que ao menos paguem o imposto!

Por tudo isso, procurar vaga virou programa de alguns, nas noites que a família pede para ir a algum lugar mais distante do que as cercanias do apartamento, casa, hotel ou pousada onde estão.

No rol de possíveis soluções, o rotativo em janeiro e fevereiro, poderia ser autorizado, aproveitando a sinalização já existente e ser operado por entidade assistencial, dando emprego a muitos.

Outra seria suspender temporariamente o estacionamento dos dois lados de ruas que na temporada ficam intransitáveis, agravado por camionetes e vans. Estas placas ficam para o ano.

Guarapari é plana e se deveria motivar mais as pessoas a irem a pé para o trabalho ou lazer. Afinal aqui é a cidade saúde e boas caminhadas fazem parte das indicações dos médicos.

Curiosamente nesta época do ano se vê menos bicicletas circulando do que o habitual. Talvez esteja aí um outro negócio a ser oferecido a turistas: o aluguel temporário de bicicletas.

Estimular o uso de transportes coletivos, como o trenzinho, seria uma outra solução, assim como permitir que as vans escolares façam um serviço de transporte ‘interpraias’.

Tomara que Guarapari continue cheia e ande!

(*) O autor escreveu 47 livros, entre eles o Guia de Férias e Feriadões.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Prefeitura proíbe caminhada na orla das praias de Guarapari aos fins de semana

A medida restritiva será válida, excepcionalmente, nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho; Confira outras determinações divulgadas nesta quarta-feira (03)

Da esquerda para a direita: Tenente Coronel Caus, da Polícia Militar; Prefeito de Guarapari, Edson Magalhães; Tenente Coronel Bruno, do Corpo de Bombeiros. Fotos: Folhaonline.es

Apenas comércios essenciais poderão funcionar nos fins de semana em Guarapari

A medida, que tem por objetivo reduzir a taxa de circulação no município, valerá a partir deste sábado (06); Comerciantes que desobedecerem as restrições poderão ter alvará de funcionamento cassado

Anúncio
Anúncio
comercio1-550x309

Guarapari terá nove dias de isolamento total a partir das 19h

A partir do dia 06 até o dia 14 de junho não será permitido permanecer nas ruas após as 19h e os comércios não essenciais devem permanecer fechados nos finais de semana

covid-19-drive-thru-teste-coronavirus-teste-rapidos-titri-foto-Flávio-Tin-_MG_8593-15042020-scaled

Estudo aponta mais de 200 mil capixabas infectados; Guarapari participará da próxima etapa

A partir do levantamento, o ES poderá reconhecer com mais precisão o padrão de comportamento da Covid-19 em solo capixaba

fiscais

Ação da fiscalização da prefeitura de Guarapari provoca reação do setor turístico

Foto: Divulgação

Guarapari: Obras de extensão da Avenida Paris estão em fase final