Anúncio

Obra do Polivalente está prevista para janeiro de 2020 em Guarapari

Por Sara de Oliveira

Publicado em 1 de outubro de 2019 às 18:37
Atualizado em 1 de outubro de 2019 às 18:37

Anúncio

A construção iniciada em 2012, que se tornou um sonho para alunos e professores, parece estar prestes a se concretizar.

De acordo com o Iopes, quase 70% do projeto contratado foi concluído. Fotos: Hamilton Garcia.

Após sete anos de espera, a obra de reconstrução da Escola Estadual Doutor Silva Mello, mais conhecida como Polivalente, ganha cores e parece estar perto de se concretizar em Guarapari. A iniciativa do Governo do Estado, orçada em quase R$ 5 milhões, foi iniciada em 2012 e tem previsão de entrega para janeiro de 2020. De acordo com o Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (Iopes), quase 70% do projeto contratado foi concluído.

A obra contempla uma quadra poliesportiva, 16 salas de aula, laboratórios de biologia, química, física e matemática, auditório, área administrativa, cozinha com modelo industrial e refeitório, além de mini quadras descobertas. O Iopes informou que, atualmente, o projeto está na fase das instalações elétricas, aparelhagem de luminárias, ventiladores, quadro de lousa branco, pavimentação externa, pintura interna e externa, resina de piso granilite, dentre outros serviços de acabamento.

João Gabriel Câmara, líder do Grêmio Estudantil na instituição, afirma estar esperançoso com a entrega da escola nova. De acordo com o aluno do 3º ano do Ensino Médio, a iniciativa será um incentivo para os estudos. “Teremos um espaço adequado e uma facilidade maior para estudar, porque contaremos com laboratórios novos, além das aulas de educação física que poderão ser feitas em uma quadra melhor”, enfatizou.

Entre paralisações e retomadas, nos últimos anos, a obra se tornou tema de reivindicações dos alunos da instituição, que durante a reconstrução, foram realocados para um prédio temporário no Parque Areia Preta. O local, que deveria servir como espaço provisório para os estudantes, passou por diversos problemas na estrutura, sendo até interditado pela defesa Civil em 2018, após o transbordamento de uma caixa d’água.

Davi Montovaneli, de 17 anos, estuda no Polivalente desde 2017. O aluno, que agora está no terceiro ano do Ensino Médio, já participou de diversos protestos e reivindicações em prol da escola. Com a notícia da possível entrega da nova estrutura, o estudante diz que o sentimento é uma mistura orgulho e luta. “A gente sempre busca o bem geral de todos, mas ao mesmo tempo sentimos um peso pelo tanto que tivemos que lutar por algo que é nosso direito. É claro que a gente fica triste por não poder usufruir de um projeto tão exuberante, mas ao mesmo tempo ficamos felizes pelos novos alunos que poderão utilizar um ambiente digno”, declarou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Pelo quarto ano consecutivo, Anchieta recebe nota A do Tesouro Nacional

pfizer

Guarapari: ação de vacinação sem agendamento para adolescentes com comorbidades

Anúncio

Anúncio

ameazul-praia

Moradores da Enseada Azul, em Guarapari, realizam ação de limpeza neste sábado (18)

Ação é uma adesão ao Dia Mundial da Limpeza

Comunicado - 17-09-2021

Comunicado – 17/09/2021

Anúncio

pfizer

Vacinação dos adolescentes é mantida no Espírito Santo

O Ministério da Saúde suspendeu a imunização do público de 12 à 17 anos sem comorbidades

afrochaves-estacao-da-cultura-2021-09-16-4

Resistência preta marca abertura do Estação da Cultura em Alfredo Chaves

Anúncio