Anúncio

Operação do Ministério Público flagra desmatamento em Guarapari

Por Carolina Brasil

Publicado em 25 de setembro de 2019 às 09:46

Anúncio

Outros dois municípios fizeram parte da fiscalização da unidade capixaba do órgão que, ao todo, vistoriou dez áreas no Espírito Santo

MPES - Operação do Ministério Público flagra desmatamento em Guarapari

Os anúncios da Operação Mata Atlântica em Pé no ES foram feitos nessa segunda (23). Foto: Divulgação/MPES

Mais de 15 hectares foram desmatados em Guarapari. Foi o que constatou o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) durante a Operação Mata Atlântica em Pé, executada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) que detalhou a informação por meio do Centro de Apoio Operacional da Defesa do Meio Ambiente (Caoa).

A nota informa também que, além dos totais 16,5 hectares de área desmatamento, foi verificada outra área de 70 m² desmatada no município e que equipe do Idaf que atuou em Guarapari emitiu duas notificações para comparecimento à gerência local do órgão, onde serão lavrados os autos de infração, visto que os proprietários não foram localizados no dia das fiscalizações. O valor das multas será estipulado nos autos de infração.

Operação Mata Atlântica em Pé

A Operação Mata Atlântica em Pé foi deflagrada no último dia 16 em 16 estados e essa foi a segunda participação do Espírito Santo. Ao todo, mais de 65 hectares foram desmatados, queimados ou tiveram manguezais suprimidos em dez áreas fiscalizadas entre os municípios de Guarapari, Linhares e Governador Lindenberg. Os resultados da operação foram anunciados nessa segunda-feira (23) e dão conta de que foram lavrados quatro autos de infração, sendo três pelo Idaf e um pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O total de multas aplicadas durante a operação ultrapassa os R$ 150 mil. Além disso, foram encaminhados oito boletins de ocorrência para a Polícia Civil e para o MPES, que estão em análise.

De acordo com o MPES, os locais foram escolhidos a partir de monitoramento realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica, por meio de satélites, e com base no Mapa do Desmatamento, estudo realizado pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema). As investigações indicaram que essas áreas seriam utilizadas para instalação de loteamentos. Participaram da operação com a coordenação do MPES: Ibama, Idaf, Iema e o Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA).

A ação, executada por unidades do Ministério Público brasileiro, busca a proteção e a recuperação da mata a partir da identificação de áreas degradadas e dos respectivos responsáveis, para cobrar medidas compensatórias.  No ano passado, foram detectados 13,6 hectares de desmatamento, nos municípios de Domingos Martins, Alfredo Chaves, Conceição da Barra e Sooretama.

  • Com informações do Ministério Público do Espírito Santo

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

casa-sinestescia-2024

Casa Sinestésica oferece Oficina de Desenho gratuita nesta quarta (17) em Guarapari

Com o tema Autorretrato, atividade tem vagas limitadas

IMG_9800-1

Terra dos Dinos: Guarapari deve ganhar filial do ‘Jurassic Park brasileiro’ em 2025

Parque temático, no RJ, possui diversas atrações e 40 modelos de dinossauros em tamanho real

Anúncio

Anúncio

20240701_160006

Fios acumulados e pendurados em postes preocupam moradores de Guarapari

Moradores flagraram casos em duas avenidas movimentadas da Praia do Morro

lei-seca_forca-pela-vida-7-1

Blitz Lei Seca flagra 131 motoristas alcoolizados em todo Estado no fim de semana

Ação faz parte do programa “Força pela Vida”, integrando diversos órgãos

Anúncio

Wendel Lima

Wendel Lima oficializa desistência da pré-candidatura à Prefeitura de Guarapari

Parlamentar vai tentar novo mandato como vereador

20240712_121249983_iOS

Com novas peças, ‘Brechó dos Apaexonados’ é reinaugurado pela Apae Guarapari

Espaço é importante fonte de recursos para a instituição

Anúncio