Anúncio

Operação do MPES cumpre mandado de busca e apreensão em Anchieta, Piúma e mais quatro municípios capixabas

Por Aline Couto

Publicado em 17 de outubro de 2019 às 11:17
Atualizado em 17 de outubro de 2019 às 14:26
Anúncio

As investigações apuraram indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina

Foto: Divulgação/MPES.

Com o objetivo de desarticular e colher provas relativas à atuação de uma organização criminosa constituída para lesar os cofres públicos do município de Piúma, por possível direcionamento licitatório em favor de pessoas jurídicas contratadas, pagamento de vantagem indevida a agentes públicos e superfaturamento de contratos administrativos de prestação de serviço público, a Operação Rubi II foi deflagrada nesta quinta-feira (17).

​A operação é realizada por um procurador e quatro promotores de justiça do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) com o auxílio de 22 agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES e da Polícia Militar.

De acordo com as investigações, há indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina de empresários dos ramos de limpeza pública como contrapartida a benefícios financeiros em licitações, contratos e possível enriquecimento indevido dos envolvidos.

Foto: Divulgação/MPES.

Os agentes do Gaeco cumpriram dois mandados de afastamento funcional de agentes públicos, quatro mandados de proibição de acesso às dependências de órgãos públicos e 12 mandados de busca e apreensão, três em Piúma, dois em Linhares, um em Vila Velha, dois em Cariacica, um em Cachoeiro de Itapemirim e três em Anchieta, emitidos pelo juízo da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo.

A partir da agora, serão analisados conjuntamente documentos, computadores, dados e depoimentos dos investigados e das testemunhas, que serão colhidos nas próximas semanas. Residências de investigados, de empresas e sócios suspeitos de integrar o esquema também estão sendo alvos das ações.

*Com informações: Ministério Público do Estado do Espírito Santo.

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

jongo

Jongo de Alfredo Chaves ganha dia municipal e é considerado patrimônio cultural

Gás2

Guarapari: Aplicativo identifica revendedora de gás mais próxima do consumidor

Anúncio
Anúncio
esperando_vc_grupo_irmaos_787-e1600203522534

TJES apresenta cinco irmãos que aguardam adoção e grupo de Guarapari reforça importância da ação

Para Virgínia Silva, presidente do grupo de apoio à adoção “Gerando com Coração”, a campanha “Esperando Por Você”, do TJES, revela a realidade das instituições de acolhimento

Foto: Reprodução

Guarapari registra mais quatro óbitos pela Covid-19

Com isso, o município totalizou 114 vítimas fatais da doença

Anúncio
WhatsApp Image 2020-09-25 at 10.58.43

Alfredo Chaves: Emenda parlamentar garante carro e outros equipamentos para Conselho Tutelar

Além do veículo, o recurso contemplará uma geladeira de 340l, uma Smart TV de 50 polegadas, bebedouro e um aparelho de ar condicionado portátil

Foto: Reprodução

Sebrae/ES tem mais de 5 mil vagas em cursos gratuitos para outubro

Os últimos dias de setembro garantem 14 atividades gratuitas, enquanto outubro já começa com cerca de 30 ações confirmadas

Anúncio