Anúncio

Operação do MPES cumpre mandado de busca e apreensão em Anchieta, Piúma e mais quatro municípios capixabas

Por Aline Couto

Publicado em 17 de outubro de 2019 às 11:17

Anúncio

As investigações apuraram indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina

Operação do MPES cumpre mandado de busca e apreensão em Anchieta, Piúma e mais quatro municípios capixabas

Foto: Divulgação/MPES.

Com o objetivo de desarticular e colher provas relativas à atuação de uma organização criminosa constituída para lesar os cofres públicos do município de Piúma, por possível direcionamento licitatório em favor de pessoas jurídicas contratadas, pagamento de vantagem indevida a agentes públicos e superfaturamento de contratos administrativos de prestação de serviço público, a Operação Rubi II foi deflagrada nesta quinta-feira (17).

​A operação é realizada por um procurador e quatro promotores de justiça do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) com o auxílio de 22 agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES e da Polícia Militar.

De acordo com as investigações, há indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina de empresários dos ramos de limpeza pública como contrapartida a benefícios financeiros em licitações, contratos e possível enriquecimento indevido dos envolvidos.

Operação do MPES cumpre mandado de busca e apreensão em Anchieta, Piúma e mais quatro municípios capixabas

Foto: Divulgação/MPES.

Os agentes do Gaeco cumpriram dois mandados de afastamento funcional de agentes públicos, quatro mandados de proibição de acesso às dependências de órgãos públicos e 12 mandados de busca e apreensão, três em Piúma, dois em Linhares, um em Vila Velha, dois em Cariacica, um em Cachoeiro de Itapemirim e três em Anchieta, emitidos pelo juízo da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo.

A partir da agora, serão analisados conjuntamente documentos, computadores, dados e depoimentos dos investigados e das testemunhas, que serão colhidos nas próximas semanas. Residências de investigados, de empresas e sócios suspeitos de integrar o esquema também estão sendo alvos das ações.

*Com informações: Ministério Público do Estado do Espírito Santo.

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

variola dos macacos1

Guarapari: infectologista explica e tira dúvidas sobre a varíola dos macacos

WhatsApp-Image-2022-08-09-at-13.36.51

Guarapari vai contar com 27 pontos de monitoramento do Cerco Inteligente

Município foi contemplado durante a segunda etapa de implantação do sistema

Anúncio

Anúncio

celulares-roubados

Polícia prende suspeito de roubar celulares e vender a receptadores em Guarapari

Investigações ainda revelaram uma rede de receptação dos smartphones roubados

formacao_cursos_gratuitos-2022-04-07 (1)

Programa Qualificar ES abre vagas para cursos de qualificação profissional em Guarapari

Anúncio

eco101 obras anchieta

Eco101 inicia obras noturnas na BR101 entre Anchieta e Mimoso do Sul

Samarco_pelotas_Jefferson-Rocio

Samarco divulga Relatório de Sustentabilidade de 2021

Documento mostra as ações desenvolvidas para uma mineração mais segura e sustentável

Anúncio