Anúncio

Orla da Prainha terá mais 13 árvores cortadas para início do projeto urbanístico

Por Glenda Machado

Publicado em 9 de julho de 2018 às 18:47
Atualizado em 9 de julho de 2018 às 18:47
Anúncio

De acordo com a secretária de Meio Ambiente, todas as árvores não são nativas e prejudicam a comunidade local. 

Após a polêmica tentativa de supressão de uma das castanheiras na manhã desta segunda-feira (9), a Prefeitura Municipal de Guarapari convocou uma coletiva de imprensa para dar explicações sobre o projeto urbanístico da Orla da Prainha, em Muquiçaba.

Moradores reivindicam a permanência das árvores da orla. Fotos: hamilton garcia

De acordo com a secretária de Meio Ambiente e Agricultura, Thereza Christina, o corte dessa castanheira e de mais 13 árvores da orla estão autorizadas pelo Idaf e pela secretaria, porque segundo ela causaram danos aos moradores da região e prejudicam o projeto da orla e a mobilidade dos pedestres.

Secretária Thereza Christina explica como vai acontecer o corte das árvores e a adequação de novas espécies no projeto. Foto: reprodução ES em Foco

“Eu sou engenheira agrônoma e tenho um zelo muito grande. Mas quando assumi a secretaria  de meio ambiente, no inicio da gestão fui procurada pela presidente da associação de moradores e pescadores com um abaixo-assinado e uma solicitação da supressão de árvores que causaram prejuízos às casas e alguns moradores da região. Quando tivemos o projeto de revitalização da orla da prainha em mãos, procuramos imediatamente o Idaf que emitiu um laudo e fizemos uma comissão para avaliar as arvores e o parecer”, explicou.

Ainda segundo a secretária atualmente são dez castanheiras, nove palmácias, duas árvores da espécie fícus e um flamboyã, mas nem todas serão cortadas. “Somente as que causavam danos aos moradores serão cortadas. Inclusive essa árvore que teve o seu corte paralisado hoje pela manhã  está toda comida de cupim. Conhecendo o projeto da municipalidade nós fizemos a autorização da supressão e outras serão plantadas no lugar”, completou Thereza Christina.

Projeto apresentado tem previsão para ficar pronto em dezembro deste ano,

Presente na coletiva, a secretaria de obras representada pela engenheira civil e supervisora de obras públicas, Thalita Batista, explicou sete novas árvores serão plantadas no lugar das que foram suprimidas, já em tamanho adulto. “Vamos plantar árvores nativas como pata de vaca, ipê roxo e algodoeiro da praia. O projeto será construído dentro das leis de acessibilidade, com ciclovia ligada até a Praia do Morro”, disse. A orla tem a previsão de ficar pronta em dezembro deste ano.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais dois óbitos e 21 novos casos

As vítimas fatais da doença residiam nos bairros Santa Mônica e Jardim Santa Rosa

{C71E817C-868B-D668-AE74-DA813B744ECE}

Prefeitura de Alfredo Chaves intensifica ações de enfrentamento à Covid-19

O Município está desinfectando a sede e o interior da cidade com a pulverização de hipoclorito de sódio

Anúncio
Anúncio
ondas

Marinha emite aviso para ondas de até 5 metros em todo o Espírito Santo

O aviso é válido até amanhã (29) e compreende desde o norte do Rio de Janeiro ao Sul da Bahia

carteira-de-trabalho

Sine oferece mais de 20 vagas para moradores de Anchieta

Ao todo, são 28 oportunidades exclusivas para aqueles que residem no município

Anúncio
edson-1024x683

Prefeito de Guarapari tem as contas do exercício de 2012 aprovadas

academiareuniao11

Reunião orienta proprietários para a reabertura das academias em Guarapari

De acordo com a prefeitura, um decreto sobre o tema será lançado ainda nesta semana