Anúncio

Pedagoga de Guarapari faz campanha para ajudar família; Covid-19 vitimou padrasto

Flávio Alves de Amorim tinha comorbidades e faleceu há cerca de dois meses

Por Aline Couto

Publicado em 24 de agosto de 2021 às 11:03
Atualizado em 25 de agosto de 2021 às 11:44

Anúncio

Flávio Alves e a esposa Zete Dias. Fotos: arquivo pessoal.

A pedagoga e estudante de psicologia, Skarlat Foolwer está fazendo uma campanha para ajudar a família e manter o projeto social iniciado pelo padrasto, Flávio Alves de Amorim, que morreu há cerca de dois meses vitimado pelo novo Coronavírus (Covid-19).

“Flávio ajudava muita gente, de moradores de rua a ex-presidiários. Era um homem que tirava do próprio bolso para seguir ajudando. Ele era pastor e fazia evangelizações em presídios e casas de recuperação de dependentes químicos; doava cestas básicas, roupas, alimentos; fazia campanhas de arrecadação. Além de ter criado um projeto social em Meaípe, ONG Vila Vida, que oferta cursos a comunidade, como de informática e artesanato; e tem uma biblioteca comunitária. Tudo feito por ele e pelas doações recebidas, sem nenhuma ajuda de governo ou prefeitura”.

Por isso, Skarlat, que deseja seguir com o legado do padrasto e ajudar a mãe, Zete Dias, a se manter até que ela consiga a liberação da pensão do Flávio, criou uma campanha para arrecadação de valores.

“Ainda estamos aguardando o andamento do processo no INSS, nesse momento minha mãe está com poucos recursos e meu irmão se encontra com problemas de saúde. Estamos buscando meios de ajudá-la. Também queremos contar com a solidariedade para manter o grande sonho do meu padrasto que era seguir com o projeto e continuar ofertando cursos para a comunidade”.

Campanha

Como Flávio Alves também gostava de escrever e chegou a publicar um livro, mãe e filha decidiram vender os exemplares que possuem em casa no valor de R$ 20,00.

“Ele escrevia sobre a vida, era poeta. O livro, intitulado Aprendiz de Rua, traz reflexões sobre amor, espiritualidade e paz. Sempre teve o desejo de mudar a sociedade e deixá-la mais justa”, contou a enteada.

Para que as arrecadações possam ser suficientes, Zete, viúva de Flávio, faz um pedido. “Peço para que alguma gráfica ou empresária local possa patrocinar a impressão de mais exemplares do livro, será de grande ajuda. O recurso arrecadado é para ajudar a me manter, seguir com o projeto social e pagar o aluguel do imóvel”, enfatizou.

ONG Vila Vida

Endereço: Rua Izaltino Alves de Souza, número 11

Bairro: Meaípe

Mais informações: (27) 99731-4669 – Zete.

Conheça algumas ações do Projeto Social

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

74-mapa-de-risco-covid-19-1

Governo do Espírito Santo divulga 74º Mapa de Risco Covid-19

amarelo-setembro-2021-09-24

Ação em Guarapari busca conscientizar sobre importância da saúde mental

Ação acontece neste sábado (25), no Centro da cidade

Anúncio

Anúncio

Foto: Reprodução/Pixabay

Câmara derruba veto e promulga lei contra nomeação de condenados por violência contra a mulher em Guarapari

Pfizer-COVID-19-Vacine

Ação de vacinação gera dúvidas; prefeitura de Guarapari esclarece

Anúncio

filhos procuram pai21

Sem encontrar o pai há mais de 30 anos, filha busca notícias em Guarapari

A família morava no município até a separação do casal; a mãe foi com os filhos para o Rio de Janeiro

pfizer

Pfizer: Guarapari faz ação com 12 mil doses para imunizar diversos grupos contra Covid-19

Imunização acontece amanhã (25) em Unidades de Saúde do município

Anúncio