Anúncio

Polícia Civil do ES orienta sobre registro de ocorrências na Delegacia Online

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 28 de março de 2020 às 09:00
Atualizado em 27 de março de 2020 às 16:55

Anúncio

O recurso é opção segura durante isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus

Foto: Divulgação

Com as novas orientações de isolamento social, a Delegacia Online (DeOn) passou por mudanças e pode ser utilizada para registrar quase todos os casos, sem a necessidade de ir até uma delegacia física. Esta é uma das medidas de segurança que Polícia Civil do Espírito Santo tem adotado em prol de policiais e cidadãos, durante este período de restrição, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). 

O cidadão que precisar registrar um Boletim de Ocorrência deve acessar o site, clicar no botão vermelho à esquerda da tela, com a inscrição “Registre sua Ocorrência”, preencher os dados e seguir o passo a passo. Após o registro, o Boletim Eletrônico de Ocorrência será analisado e o cidadão recebe um número de protocolo por e-mail, com as orientações para validar o Boletim, junto à delegacia que ficará responsável pela investigação.

No entanto, alguns casos não podem ser registrados on-line, são eles: homicídios, sequestros, estupros e furtos e roubos de veículos. Para todos os outros registros, é necessário ser maior de 18 anos e possuir um e-mail válido. A Delegacia On-line só aceita registros de fatos que aconteceram no Espírito Santo.

Além disso, é importante lembrar que o computador usado para o registro do Boletim pode ser rastreado e a comunicação falsa é crime, previsto no Artigo 340 do Código Penal Brasileiro. O valor do Boletim Eletrônico de Ocorrência é o mesmo do Boletim de Ocorrência registrado em uma delegacia física, pois se trata de um documento oficial.

“As Delegacias físicas continuam funcionando e atendendo à população, mas a orientação é que as pessoas só se dirijam até uma unidade policial em casos de extrema necessidade e respeitando as regras de prevenção, como evitar contato físico e higienizar as mãos. Além disso, se houver um crime em andamento, ou situação de flagrante, o correto é acionar a Polícia Militar, por meio do Ciodes 190”, afirmou o delegado geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

  • Com informações da Polícia Civil do Espírito Santo

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacina_covid_19

Guarapari esclarece diferença entre número de doses recebidas e aplicadas de vacina da Covid-19

Agendamento será reaberto nos próximos dias para a população com idade entre 60 e 64 anos

zaine_e_ricardo_conde-2021-04-05

“É como ter uma arma apontada para a família, sem defesas” alerta jornalista de Guarapari, recuperado da Covid-19

Ricardo e a esposa, Zaine Conde, contraíram a doença. O jornalista se recuperou e a esposa ainda está na UTI, mas apresentando melhoras

Anúncio

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

Guarapari: 2ª dose da vacina contra Covid-19 para idosos de 65 a 69 anos ainda não tem data

A maioria dos idosos desse público recebeu a primeira dose há cerca de um mês

aumento efetivo111

Casagrande anuncia aumento do efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo

Anúncio

upaa-550x413

Câmara derruba veto do Prefeito e estende Auxílio Funcional aos demais servidores da Saúde de Guarapari

O veto restringia o pagamento do auxílio apenas aos profissionais lotados na UPA 24h

Bobó Brisamare-Risa

Semana das Mães: restaurante de Guarapari vai doar parte das vendas ao Recanto dos Idosos

Anúncio