Anúncio

Pontos eletrônicos quebrados e registro de horários feitos à mão na rede de saúde de Guarapari

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 7 de março de 2017 às 19:40
Atualizado em 7 de março de 2017 às 19:40

Anúncio

Foram R$ 135 mil gastos em 2014 para a implantação do ponto biométrico nas unidades de saúde da rede municipal de saúde de Guarapari. O investimento iria melhorar o controle dos horários de entrada e saída dos funcionários e evitaria abusos.

Mas há menos de três anos depois da implantação do ponto eletrônico, poucas unidades ainda fazem uso do sistema. Isso porque a maioria dos equipamentos está com defeito há um bom tempo e o controle do ponto voltou a ser feito de forma manual, em um livro de registro manual.

“Muitos destes aparelhos foram danificados pelos próprios funcionários. Alguns servidores que não cumpriam o horário e passaram a ter que chegar e sair na hora, danificam o equipamento porque sabem a prefeitura demora para consertar, ou nunca conserta. Outros estragaram por falta de manutenção mesmo”, denunciou um servidor que já trabalhou na área da saúde da rede municipal.

A UPA de Guarapari é uma das unidades de saúde do município que estão sem o ponto eletrônico. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

A UPA de Guarapari é uma das unidades de saúde do município que estão sem o ponto eletrônico. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

 

O ponto biométrico foi regulamentado em 1º de agosto de 2014, através do decreto nº 714/2014 e para fazer funcionar, foram investidos R$ 135 mil. Também ficou decidido que as unidades de saúde funcionariam de 7 horas às 16 horas com uma hora de almoço.

Reposta da prefeitura

Pedimos explicações à prefeitura sobre a falta de manutenção dos equipamentos e o que está sendo feito para registrar e controlar os horários de entrada e saída dos funcionários. Em nota a prefeitura respondeu que:

A Secretaria Municipal de saúde afirma que tem ciência do que vem ocorrendo com as máquinas de biometria e já está trabalhando para viabilizar uma nova forma do controle de ponto dos funcionários. Informa ainda que as máquinas recebem manutenção constante e que tudo tem sido devidamente apurado.

Perguntamos também quantas unidades da rede municipal de saúde estão com os pontos biométricos defeituosos, mas este questionamento não foi respondido, mas o Folha da Cidade conseguiu apurar que pelo menos a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) e o Centro Municipal de Saúde estão com os equipamentos de ponto eletrônico ou biométrico com problemas.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

IMAGEM-DO-ARTIGO-imoveis-2021-07-23

Artigo: quatro pontos que todo locador deve saber antes de alugar seu imóvel

ifes guarapari 2

Ifes de Guarapari está com inscrições abertas para cursos técnicos gratuitos

Ao todo, estão sendo ofertadas 108 vagas distribuídas entre os cursos concomitantes noturnos de Administração, Eletrotécnica e Mecânica

Anúncio

Anúncio

doacao-de-sangue-hemoes

Solidariedade x Covid-19: Hemoes precisa de mais doadores de sangue

65o-MAPA-DE-RISCO-26.07-a-01.08-1

65° Mapa de Risco Covid-19: Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves seguem em risco baixo

Novo mapa segue com apenas 6 municípios em risco moderado em todo o estado

Anúncio

Job Jiu-JitsuSDC

Projeto Social de Guarapari brilha em mundial de Jiu-Jitsu

Atletas de várias idades se destacaram em disputa realizada no Rio de Janeiro

CAFE DE LA MUSIQUE COMUNICA ADIAMENTO DAS ATRAÇÕES BEACH CLUB W

Procon notifica beach club de Guarapari para devolver valores de ingressos de shows cancelados

Anúncio