Anúncio

Prefeitura de Guarapari esclarece questões sobre o embargo da obra da Prainha

Por Aline Couto

Publicado em 21 de fevereiro de 2018 às 17:35
Atualizado em 21 de fevereiro de 2018 às 17:37
Anúncio

Como divulgado, na manhã de hoje as obras de revitalização da Prainha, em Muquiçaba, Guarapari, foram embargadas devido a uma solicitação da Marinha do Brasil que não tinha o conhecimento do projeto desta obra.

Após a publicação da matéria, alguns leitores nos enviaram novos questionamentos acerca da licença ambiental necessária para a obra.

A obra foi embargada nesta manhã (21).

Em nota, a prefeitura de Guarapari enviou as respostas:

“A Secretaria de Análise e Aprovação de projetos (Semap) informa que o projeto passou por todos os tramites legais para que a mesma fosse realizada, a obra possui licença ambiental, licença de obras e projeto aprovado pela Semap. 

Como houve movimentação de insatisfação por parte da marinha na manhã de hoje, a Semap resolver fazer um embargo temporário da obra no local onde se encontra o monumento,  até a realização de uma reunião de esclarecimento com os manifestantes para falar do monumento em questão, tal reunião será realizada sexta-feira.

A Semap ressalta ainda que tal projeto foi amplamente divulgado, inclusive estava disponível para consulta da população durante a ordem de serviço que foi realizada no hotel Porto do Sol, 10 de novembro, na ocasião o prefeito, Edson Magalhães, explicou o projeto e falou sobre o que seria construído ali. A ordem de serviço foi aberta ao público, assim como todas realizadas por essa gestão, e qualquer interessado poderia comparecer para tirar dúvidas sobre o projeto, mas em momento algum, nenhum manifestante questionou a obra. 

Segundo Lei 744, de 23 de julho de 1976, a Praça João Guilherme Greenalgh é logradouro público e portanto é área municipal.” 

 

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Prefeitura proíbe caminhada na orla das praias de Guarapari aos fins de semana

A medida restritiva será válida, excepcionalmente, nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho; Confira outras determinações divulgadas nesta quarta-feira (03)

Da esquerda para a direita: Tenente Coronel Caus, da Polícia Militar; Prefeito de Guarapari, Edson Magalhães; Tenente Coronel Bruno, do Corpo de Bombeiros. Fotos: Folhaonline.es

Apenas comércios essenciais poderão funcionar nos fins de semana em Guarapari

A medida, que tem por objetivo reduzir a taxa de circulação no município, valerá a partir deste sábado (06); Comerciantes que desobedecerem as restrições poderão ter alvará de funcionamento cassado

Anúncio
Anúncio
comercio1-550x309

Guarapari terá nove dias de isolamento total a partir das 19h

A partir do dia 06 até o dia 14 de junho não será permitido permanecer nas ruas após as 19h e os comércios não essenciais devem permanecer fechados nos finais de semana

covid-19-drive-thru-teste-coronavirus-teste-rapidos-titri-foto-Flávio-Tin-_MG_8593-15042020-scaled

Estudo aponta mais de 200 mil capixabas infectados; Guarapari participará da próxima etapa

A partir do levantamento, o ES poderá reconhecer com mais precisão o padrão de comportamento da Covid-19 em solo capixaba

Anúncio
fiscais

Ação da fiscalização da prefeitura de Guarapari provoca reação do setor turístico

Foto: Divulgação

Guarapari: Obras de extensão da Avenida Paris estão em fase final