Anúncio

Prefeitura não vai recorrer da liminar e rodoviária insiste no contrato

Por Natália Zandomingo

Publicado em 3 de setembro de 2016 às 10:34
Atualizado em 3 de setembro de 2016 às 10:34
Anúncio

Enquanto isso, os usuários protestam contra o embarque exclusivo na Rodoshopping

protesto guarapari 5

Foto: Hamilton Garcia.

Após o Tribunal de Justiça do Espírito Santo aprovar a medida cautelar que autorizou a volta do embarque e desembarque dos ônibus intermunicipais em todos os pontos de Guarapari, a assessoria da prefeitura informou, neste sábado (03), que não vai recorrer da liminar. De acordo com a administração municipal, “como a medida é uma decisão judicial, o executivo não tem mais a obrigação de cumprir a clausula contratual que determina o embarque e o desembarque exclusivo na rodoviária”.

Entretanto, a direção da rodoviária disse que está analisando os meios legais para agir contra a liminar e que manterá as ações para que se cumpra o contrato assinado em 2011, com a administração municipal anterior.

Enquanto isso, os usuários dos ônibus mantiveram o protesto marcado para este sábado (03), para protestar contra a cláusula 11ª do contrato de concessão da rodoviária e dos decretos municipais 389/2016 e 428/2016, todos relacionados com a proibição do embarque fora da rodoviária.

protesto guarapari 4

MANIFESTANTES distribuíram panfletos explicando os motivos do protesto. Foto: Hamilton Garcia.

Por volta das 7h45 da manhã, cerca de 70 manifestantes se concentraram no trevo de acesso à ponte, próximo ao bairro Muquiçaba. Eles fecharam a pista no sentido centro por 10 minutos e depois abriam por 5 minutos para a passagem dos carros. Às 9h, foi a vez do sentido oposto ser bloqueado. Além dos cartazes, eles distribuíram panfletos explicando sobre os motivos da manifestação.

Alguns motoristas que passavam pelo local buzinaram em apoio aos manifestantes. Já outros, reclamaram do transtorno causado. Um carro com propagando do ex-prefeito Edson Magalhães, que assinou o contrato de concessão do terminal rodoviário, foi vaiado ao passar pelo protesto.

De acordo com um dos integrantes do Movimento Urbano, Sebastião Campos, o objetivo do protesto é obter um posicionamento da prefeitura. “Se eles entrarem com recurso, o movimento vai se reunir para decidir sobre novas manifestações”.

Por Lívia Rangel e Marcos Siqueira.

Anúncio
Anúncio

Veja também

CTA

Centro de Testagem e Aconselhamento vira alvo de denúncias em Guarapari

Lucineia Santos de Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Moradora de Guarapari já produziu e doou mais de 500 máscaras para famílias carentes

Com um saco de retalhos e um rolo de elástico, Lucineia Santos resolveu ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social a se protegerem da Covid-19

Anúncio
Anúncio
homicidio

Número de homicídios no ES reduz em maio e atinge melhor número dos últimos 24 anos

abertura de em presas

ES está entre os 12 estados com menor tempo de espera para abertura de novas empresas

Anúncio
cão4

Pandemia faz número de adoção de cães e gatos crescer em Guarapari

Foto: Reprodução

Coronavírus faz mais duas vítimas em Guarapari; São 11 óbitos e 240 casos confirmados

Os números são do Boletim Epidemiológico divulgado ontem (31)