Anúncio

Produtores culturais de Guarapari lançam projeto infantil virtual

Por Larissa Castro

Publicado em 19 de outubro de 2020 às 10:25
Atualizado em 20 de outubro de 2020 às 09:06

Anúncio

Se a regra da pandemia é ficar em casa, um time de artistas de Guarapari faz valer à pena cada minuto do isolamento social para crianças. Impedidos de praticarem a produção de eventos infantis, que estavam habituados a fazerem há 10 anos, a equipe ‘A Mala Produções’ se reinventou e criou o ‘Projeto Taruíra’, lançado oficialmente no dia 12 de outubro. Agora, o novo trabalho possui planos de expansão para 2021 e já agrega ao entretenimento e educação de meninas e meninos de 0 a 6 anos.

Gab, Let, Rit e Mica: esses são os apelidos que passam a levar muita diversão e conhecimento às crianças do mundo todo. Ainda em formato virtual, os produtores de eventos infantis e culturais criaram na pandemia um novo jeito de diversão.

Gab, Let, Rit e Mica.

“Ficamos sete meses sem trabalhar e tínhamos a necessidade de fazer um trabalho relevante e próximo ao que a gente fazia. Então organizamos tudo através de reunião on-line e concluímos que seria algo com propósito. A proposta é 100% nova: nome, cara e a tentativa de criar música infantil com a nossa cara, coisa que a gente gosta; para dançar, brincar, e tudo autoral”, explica a idealizadora Gabriella Kruger.

O grupo que conta com seis pessoas, incluindo equipe artística, musical e designer, chega para ficar. Com anseios para o próximo ano, eles planejam conteúdos que irão servir além da pandemia.

“Entendemos que este não é o momento para o presencial, mas sim para a gente planejar. A ideia é fazer show presencial a partir de março de 2021, quando as aulas regulares voltarem. Até lá, vamos produzir de casa, apenas conteúdo para internet.O propósito é fazer música para dançar, mas são músicas de brincadeira. Tudo é pensado para que as crianças possam manter uma brincadeira, com o menor contato físico possível, sem que elas percebam isso”, relata Gabriella.

Tata é a mascote do projeto e entretém a criançada.

Com uma música lançada para estrear o projeto, todo trabalho que conta com uma mascote para entreter as crianças, nomeada de ‘Tata’, é divulgado através das redes sociais. “O projeto está estruturado no Instagram, e lá tem toda divulgação. No instagram @projetotaruira terá a lojinha nas próximas semanas, que vamos vender produtos relacionados a identidade visual, com a nossa mascote, que é a Tata. No Youtube, além das músicas e dos clipes, teremos histórias, brincadeiras, artesanato, oficina, curiosidades científicas, então serão vários quadros com abordagens diferentes. Nossas publicações serão quinzenais. A próxima terá o tema de Halloween, com uma pisadinha da Bahia”, antecipa a integrante do projeto”, reforça.

A ideia do nome “Projeto Taruíra”

Com a criatividade em alta e apaixonados por tudo o que envolve o Espírito Santo, os integrantes do Projeto Taruíra honraram os capixabas com a escolha do nome, além de assimilar ao atual momento enfrentado por todos. “A taruíra é um bichinho que não sai de casa, é muito boazinha; come insetos, baratas, aranha, então ela cuida da casa, em relação aos bichos que são mais nocivos para nós e fica sempre no cantinho dela, sem fazer mal nenhum para nós. Além do termo ‘Taruíra’ ser capixaba”, explica Gabriella.

Tata será transformada em produtos que serão vendidos pelo Instagram.

Primeira música lançada

A primeira música foi lançada no Dia das Crianças, pois segundo o grupo, o momento escolhido pode dar sorte. E a melodia caiu no gosto de muita gente. “Estamos com um retorno muito legal, pois crianças mais velhas também estão gostando da primeira música lançada, a ‘Suco de Meleca’. É um rock hard core, então se amarram. e os adultos também; amarradões. Recebemos vídeos deles ouvindo com frequência, pois é uma música chiclete”, comemora Gabriella, a Gab.

Confira a prévia da primeira música do projeto:

Ficha Técnica:

  • Letra: Gabriela Krüger, Leticia Krüger e Diego Biazatti.
  • Direção e Edição Musical: Diego Biazatti.
  • Vozes: Gabriela Krüger, Leticia Krüger, Micaele Galvão e Ritchelly Neves.
  • Direção e Edição de vídeo: Leticia Krüger.
  • Ilustração (Tata): Alice Krüger.
  • Dublagem (Tata): Leticia Krüger.
  • Crianças: Alice Krüger, Morgana Krüger e Sophia Galvão.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Guarapari vai sediar retomada dos Jogos Escolares do Espírito Santo em setembro

De acordo com Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, evento deve contar apenas com municípios campeões das últimas etapas realizadas em 2019

artigo-2-2021-07-30-1

Artigo: danos morais no Direito do Trabalho

Anúncio

Anúncio

cover-painel-covid-19-julho01

Guarapari teve 12 óbitos e 460 novos casos de Covid-19 em julho

Números apresentam queda, em relação ao mês anterior

notificação covid

Taxa de transmissão da Covid-19 é a menor no Espírito Santo desde o início da pandemia

Dado foi divulgado em pronunciamento para apresentação do 66° Mapa de Risco Covid-19

Anúncio

progressao-salarial-professores

Guarapari vai pagar R$1,06 milhão de Progressão aos profissionais da Educação

pronunciamento-16.11.22

66° Mapa de Risco mantém Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco baixo para Covid-19

Anúncio