Anúncio

Professora de Guarapari é contemplada com o “Prêmio Shell de Educação Científica 2019”

Por Aline Couto

Publicado em 9 de dezembro de 2019 às 10:12
Atualizado em 9 de dezembro de 2019 às 12:04
Anúncio

A professora de química de Guarapari, Pâmela Santos (blusa branca) e os demais ganhadores . Fotos: Reprodução/Governo do Estado.

Aconteceu na última quinta-feira (05), em Vitória, a entrega do “Prêmio Shell de Educação Científica 2019”. O objetivo da premiação é incentivar e valorizar professores estaduais, do Espírito Santo e Rio de Janeiro, nas áreas de ciências e matemática por projetos inovadores que, por meio de metodologias diferenciadas, imprimam novas formas de ensinar e de aprender.

Representando o município de Guarapari, a professora de química, Pâmela Santos Galetti Almeida, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Lyra Ribeiro Santos, foi a primeira colocada na categoria ensino médio e contou que o fundamental e mais importante é levar para a educação uma realidade que chegue próxima ao aluno.

Pâmella venceu através do projeto “Leite materno para a promoção da alfabetização científica” sobre o impacto do aleitamento. Segundo a professora, foi possível trabalhar os conteúdos da Química da Vida, como carboidratos, lipídios, proteínas, hormônios e vitaminas. Ela ainda destacou que o ganho mais significativo do projeto foi à possibilidade de utilizar o tema escolhido em uma abordagem sociocultural e debater conjuntamente questões como: amamentação, licenças maternidade e paternidade; políticas públicas para o incentivo ao aleitamento materno; melhor qualidade de vida e a utilização de substitutos do leite materno de forma consciente.

Foram premiados professores do ES e do RJ.

Para o presidente do Instituto Brasileiro de Sociologia Aplicada (IBSA) e um dos membros da comissão julgadora dos projetos, Cesar Callegari, a ação buscou reconhecer o trabalho de professores que transformam a sala de aula em ambientes inovadores e criativos, incentivando o interesse de alunos pelo conhecimento científico.

No Estado, foram premiados projetos da Serra, Vitória e São Gabriel da Palha na categoria ensino fundamental. No ensino médio, além de Guarapari, também foram premiados Itarana e Baixo Guandu. As escolas dos professores vencedores também serão premiadas com um equipamento multimídia, laptop, projetor e autofalantes.

Premiação dos professores:

1º lugar – viagem educativa para Londres, na Inglaterra e cartão bônus de R$ 7 mil para o primeiro lugar;

2º lugar – cartão bônus de R$ 5 mil para o segundo;

3º lugar – cartão bônus de R$ 3 mil.

 

*Com informações: Governo do Estado.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Prêmio3

Professora de Guarapari está entre as finalistas do Prêmio Shell de Educação Científica

Cibele Machado é professora do nono ano do ensino fundamental II. Ela está na disputa e aguarda ansiosamente o resultado

casal-motohome (2)

Casal de Guarapari viaja em van com estrutura residencial montada por eles

Dentre os destinos favoritos do casal: Ubu, em Anchieta

Anúncio
Anúncio
praia do morro

Atrativos de Guarapari encantam agentes de viagem e imprensa paulista

Youtuber mirim2

Nascido em Guarapari, Youtuber mirim é exemplo de interação nas redes sociais

Davi Patrocínio, de apenas 3 anos, vem conquistando a internet com vídeos explicativos sobre a doença crônica que possui, além de incentivar outros a enfrentarem as dificuldades

Anúncio
atacado-vem-supermercado-foto-Antônio Ribeiro

Novos mercados promovem uma mudança radical em Guarapari

A mediação como meio de solução pacífica de conflitos após a pandemia

A mediação como meio de solução pacífica de conflitos após a pandemia

Anúncio