Anúncio

Programa Estado Presente reduziu homicídios em 10,2% no ES

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 9 de março de 2020 às 09:02
Atualizado em 9 de março de 2020 às 09:02

Anúncio

A informação é de um Estudo do Ipea, que analisa dados de 2010 a 2014

Foto: Reprodução

De acordo com dados de um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), desde a implementação do Programa Estado Presente no Espírito Santo, em 2011, ocorreu uma diminuição de 10,2% no número de homicídios entre os anos de 2010 e 2014. A análise mostra que, sem a política de segurança adotada pelo governo, o percentual de homicídios teria aumentado em 29%, no mesmo período. A projeção considera variáveis como fatores sociais e econômicos relacionados à criminalidade.

De 1993 a 2012, o Espírito Santo esteve entre os três estados mais violentos do país. Em 2009, a taxa de homicídios era mais do que o dobro da média nacional: 56,9 por 100 mil habitantes. Com o objetivo de reduzir índices de homicídios em áreas com maior vulnerabilidade social, criou-se o Programa Estado Presente, implementado em 2011, que custou R$523 milhões. De acordo com o pesquisador Daniel Cerqueira, um dos autores do estudo do Ipea, cada real gasto gerou um ganho de bem-estar social equivalente a R$2,4. Além disso, segundo ele, em termos estatísticos, 1.711 vidas foram poupadas como consequência da política de combate à violência.

Conforme o estudo, graças à implementação do programa e aos investimentos para o saneamento do sistema prisional, o Espírito Santo saiu da condição de segundo no ranking para o 19º estado mais violento do país, entre 2010 e 2014. Em 10 anos (2007 a 2017), o Espírito Santo reduziu em 18,1% a taxa de homicídios, de acordo com dados do Atlas da Violência. Em fevereiro de 2019, o programa foi retomado no estado.

Para maiores detalhes, confira o estudo completo.

  • Com informações do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacina_covid_19

Guarapari esclarece diferença entre número de doses recebidas e aplicadas de vacina da Covid-19

Agendamento será reaberto nos próximos dias para a população com idade entre 60 e 64 anos

zaine_e_ricardo_conde-2021-04-05

“É como ter uma arma apontada para a família, sem defesas” alerta jornalista de Guarapari, recuperado da Covid-19

Ricardo e a esposa, Zaine Conde, contraíram a doença. O jornalista se recuperou e a esposa ainda está na UTI, mas apresentando melhoras

Anúncio

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

Guarapari: 2ª dose da vacina contra Covid-19 para idosos de 65 a 69 anos ainda não tem data

A maioria dos idosos desse público recebeu a primeira dose há cerca de um mês

aumento efetivo111

Casagrande anuncia aumento do efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo

Anúncio

upaa-550x413

Câmara derruba veto do Prefeito e estende Auxílio Funcional aos demais servidores da Saúde de Guarapari

O veto restringia o pagamento do auxílio apenas aos profissionais lotados na UPA 24h

Bobó Brisamare-Risa

Semana das Mães: restaurante de Guarapari vai doar parte das vendas ao Recanto dos Idosos

Anúncio