Anúncio

Programas reaproveitam mais de 6 mil toneladas de coco e óleo de cozinha

Por Livia Rangel

Publicado em 31 de dezembro de 2016 às 17:08
Atualizado em 1 de janeiro de 2017 às 10:15

Anúncio


Você já parou para pensar qual o destino das milhares de cascas de coco consumido, principalmente, nas praias de Guarapari? E o que acontece quando a gente descarta o óleo de cozinha pelo ralo da pia?

Pois a cidade conta com dois programas de reciclagem voltados para o reaproveitamento desses resíduos, que em vez de simplesmente lixo, podem se tornar matéria-prima para a agropecuária e a indústria. Juntos, eles já deram um novo destino a mais de 6 mil toneladas de cascas de coco e óleo de fritura nos últimos quatro anos.

reaproveitamento-do-coco-1Coco. Desde 2013, o programa de reciclagem do coco, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a Codeg (Cia de Melhoramento e Desenvolvimento Urbano), já deu um novo destino para mais de 5 mil toneladas de coco verde. Antes, o material era destinado para aterros sanitários.

Para isso, foi adquirida uma área de 20 mil metros quadrados na Avenida do Contorno km 58, em Aldeia Velha. O galpão conta com duas máquinas: uma para triturar os cocos e outra para triturar galhos de árvore tirados em operações de limpeza. Os resíduos são distribuídos gratuitamente para uso de produtores rurais do município.

“Vale destacar que o galpão foi totalmente construído com materiais reaproveitados da própria Codeg, sem gerar custos para o município e contou com a parceria da Escelsa, que forneceu o transformador de energia”, informou o diretor-presidente da Companhia, Toninho Stein.

oleo-9Óleo usado. O projeto para coleta de óleo de fritura usado tem como foco os estudantes da rede municipal e suas famílias. São 30 escolas participantes, que servem de pontos de coleta, atendendo também às comunidades no entorno. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, já foram coletados cerca de 1,26 milhão de litros de óleo de fritura usado. Convertido em peso, a quantidade chega a 1.077 toneladas, visto que um litro de óleo pesa cerca de 855 gramas.

Para conscientizar os alunos e suas famílias, o programa realizou mais de 178 peças de teatro e 130 palestras com a presença do mascote da campanha, o Zé Olinho. Para que a reciclagem seja feita de modo correto, o óleo deve ser colocado em uma garrafa PET, que deve ser depositada no coletor da escola mais próxima.

Quando o coletor está cheio, a escola entra em contato com uma das empresas conveniadas, que recolhe o óleo usado e transforma em sabão e em outros produtos de limpeza. Assim a escola recebe valor de R$ 0,25 centavos por litro de óleo ou, se preferir, trocar por produtos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

violao_e_cordas_reproducao-2021-06-12

Beatles é repertório para concerto de violão e cordas em Guarapari na noite de hoje (12)

Concerto acontece na antiga Igreja Matriz, às 18h

arrtigo_direito-2021-06-12-1

Artigo: a atuação de pessoas negras no judiciário brasileiro

Anúncio

Anúncio

recanto_da_sereia-2021-06-12-1

Cansados de ver lixo, moradores de Guarapari limpam rua por conta própria

Moradores do bairro Recanto da Sereia realizaram mutirão para limpar local de descarte inadequado de lixo

Praia do Morro em tarde nublada. Previsão de chuva.

Fim de semana dos namorados seguirá frio em Guarapari

Anúncio

expresso_lorenzutti-onibus_saude

Sindicato afirma: 100% dos ônibus voltam a circular em Guarapari na segunda-feira (14)

vacinacao_50-mais-gri2021-06-12

Covid-19: Guarapari abre agendamento para pessoas acima de 50 anos e profissionais da educação

Anúncio