Anúncio

Quando se deve acionar o Samu?

Por Livia Rangel

Publicado em 10 de junho de 2015 às 12:03
Atualizado em 10 de junho de 2015 às 12:08

Anúncio

2 samu_jpgNo último feriado, 83% das chamadas recebidas pelo 192 não eram urgências

Criado para atender a casos graves, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) faz um alerta à população: para garantir agilidade nos primeiros socorros e atendimento adequado é importante que a pessoa acione o serviço apenas em casos envolvendo risco de vida. Ainda são constantes as ligações envolvendo trotes e outros pedidos de menor relevância.

Por exemplo, no último feriado (03 a 08 de junho), o Serviço do Espírito Santo atendeu a 9.751 ligações, 83% delas desnecessárias. Cerca de 30% (2.962) foram trotes e 53% (5.145) foram solicitação de informações diversas, entre elas de número de telefone de hospitais e órgãos públicos, orientação sobre uso de medicamentos e pedido de avaliação de resultado de exames.

A coordenadora geral do Samu 192, Tatiana Perin, ressalta que o trote sempre prejudica a população, pois ocupa as linhas telefônicas e desvia as equipes de resgate para locais em que não há pessoas necessitando de atendimento. “Isso gera atraso no socorro de quem realmente precisa de ajuda”, salienta.

Além dos trotes, houve muitas ligações desnecessárias para o Samu 192 durante o feriado. Pessoas, por exemplo, pedindo ao médico para avaliar o resultado de um exame, solicitando orientação sobre uso de algum medicamento ou informações sobre o quadro clínico de pessoas socorridas. Questões que, segundo Perin, fogem da função do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. “As pessoas ligam muito para pedir esse tipo de informação e acabam fazendo com que a equipe desperdice tempo”, comenta. [col type=”two-third”]

Quando ligar? 

Há casos, no entanto, que podem ser resolvidos por meio de orientações telefônicas, evitando que a pessoa se desloque até um hospital desnecessariamente naquele momento ou ainda que algum sintoma seja menosprezado. Do total de atendimentos realizados pelo Samu 192 durante o feriado, 7% (693) foram com esse objetivo.

Tatiana Perin conta que o Serviço Móvel de Urgência já atendeu o familiar de uma paciente que estava tendo parada cardíaca, mas a pessoa que ligou não tinha consciência da gravidade do caso.

“A pessoa ligou porque percebeu que havia algo errado com o seu familiar, mas estava buscando apenas uma orientação, pois o paciente era diabético e ela pensou que pudesse ser uma descompensação causada pela doença. Coletando informações sobre os sintomas, o médico entendeu que era necessário enviar a ambulância para prestar socorro”, relata.

A coordenadora geral do Samu 192 avalia que uma situação como essa é diferente, por exemplo, de ocupar uma linha telefônica para orientar o uso de algum medicamento. Mesmo porque medicamentos só devem ser tomados com prescrição médica e, segundo ela, a prescrição não pode ser feita por telefone, conforme preconiza a Associação Médica Brasileira (AMB).

“O Samu 192 realiza atendimento pré-hospitalar com prioridade para casos de risco à vida. Não podemos deixar as linhas ocupadas para esclarecer dúvidas básicas ou passar informações”, conclui.

[/col]

[col type=”one-third last”]

[box style=”0″] Ligue para o 192 somente em casos de:

– Parada cardiorrespiratória;
– Dor bem forte no peito (infarto);
– Dificuldade de respirar/engasgo;
– Suspeita de acidente vascular cerebral (derrame);
– Intoxicação (envenenamento);
– Queimadura grave;
– Choque elétrico;
– Acidente de trânsito com vítima;
– Queda grave e fratura;
– Afogamento;
– Surto psiquiátrico;
– Ferimento causado por arma de fogo ou arma branca;
– Trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê. [/box]

[/col] Como funciona o Samu 192

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) tem como finalidade prestar socorro à população em casos de risco à vida. Esse serviço faz atendimento 24 horas por dia e conta com profissionais especializados. Só deve ser acionado em situações críticas.

Quando isso acontecer com alguém, disque 192 e um médico fará o atendimento, que poderá ser o envio de uma ambulância ou uma orientação por telefone. É imprescindível estar perto da vítima para responder às perguntas e passar os pontos de referência. Isso ajuda a ambulância a chegar mais rápido, se for o caso.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

rematricula

Termina amanhã (30) o período para rematrícula na Rede Estadual de Ensino do ES

onibus_lorenzutti_guarapari

Duas linhas de ônibus que atendem a zona rural de Guarapari terão alteração de itinerários

Anúncio

Anúncio

Breno natação11

Nadador de Guarapari conquista quatro ouros e uma prata nas Paralimpíadas Escolares 2021

rifa-beneficente-pedrovidal1

Adolescente de Guarapari com cirurgia em atraso recebe apoio e novo prêmio para rifa

Anúncio

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

IPVA-2016-Romero

Governo do ES divulga datas para pagamento do IPVA 2022

Anúncio