Anúncio

Quarentena no ES pode ter evitado cerca de mil mortes provocadas pela Covid-19

Por Aline Couto

Publicado em 30 de abril de 2021 às 15:06
Atualizado em 2 de maio de 2021 às 09:14

Anúncio

Um estudo realizado pelo Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos (NIEE) do Espírito Santo aponta que a quarentena implantada em 16 de março pelo Governador Renato Casagrande evitou que entre 875 e 1.133 pessoas perdessem a vida e que 41.646 fossem contaminados pelo novo Coronavírus (Covid-19) no Estado.

O somatório das diferenças de casos confirmados observados e casos estimados representa 41.646 casos de Covid-19 evitados em apenas três semanas

A Nota Técnica NIEE – nº 08/2021 teve o objetivo de analisar a evolução e a tendência da pandemia da Covid-19 no Espírito Santo, evidenciar as medidas de política pública adotadas para o enfrentamento da pandemia, bem como estimar o limite inferior do número de vidas preservadas pela estratégia implementada mais recentemente, a partir de março de 2021, frente à terceira expansão de contaminação.

De acordo com a pesquisa, no dia 26 de fevereiro de 2021 o ES contava com 695 leitos UTI Covid-19 na rede pública e a taxa de ocupação desses estava em 71,9%. No dia 16 de março a ocupação dos leitos chegou, pela primeira vez, a mais de 90%, 91,05%, e o pico da pressão no sistema de saúde ocorreu no dia 26 de março, quando essa taxa chegou a 96,1% em um total de 823 leitos SUS de UTI Covid-19.

Com a ocupação dos leitos ultrapassando os 90%, o Governo do Estado implantou uma quarentena, que vigorou entre o dia 18 de março e 04 de abril, com medidas mais restritivas tendo o objetivo de aumentar o distanciamento social e, consequentemente, desacelerar a transmissão da Covid-19, diminuir a pressão no sistema de saúde e reduzir os óbitos.

Foto: reprodução.

Segundo as conclusões do estudo, após a quarentena já é possível observar a redução no número de casos ativos, na média de óbitos e na taxa de transmissão, o que leva a concluir não só que houve resultado, mas que também esses resultados foram benéficos.

“Vale destacar também que o fato do não colapso do sistema de saúde indica a importância da implementação da quarentena, tendo em vista que a projeção aqui apresentada estima um número de vidas preservadas, mas não considera o colapso do sistema de saúde, pois caso isso ocorresse, esse número seria muito maior, já que muitos que teriam condições de sobreviver em leitos hospitalares, não seriam contemplados e viriam a óbito. De fato, segundo cálculos conservadores e subestimados, entre 875 e 1.133 pessoas tiveram as suas vidas poupadas, entre o final de março e metade de abril de 2021, no Espírito Santo”.

Nota Técnica NIEE – nº 08/2021

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Guarapari vai sediar retomada dos Jogos Escolares do Espírito Santo em setembro

De acordo com Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, evento deve contar apenas com municípios campeões das últimas etapas realizadas em 2019

artigo-2-2021-07-30-1

Artigo: danos morais no Direito do Trabalho

Anúncio

Anúncio

cover-painel-covid-19-julho01

Guarapari teve 12 óbitos e 460 novos casos de Covid-19 em julho

Números apresentam queda, em relação ao mês anterior

notificação covid

Taxa de transmissão da Covid-19 é a menor no Espírito Santo desde o início da pandemia

Dado foi divulgado em pronunciamento para apresentação do 66° Mapa de Risco Covid-19

Anúncio

progressao-salarial-professores

Guarapari vai pagar R$1,06 milhão de Progressão aos profissionais da Educação

pronunciamento-16.11.22

66° Mapa de Risco mantém Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco baixo para Covid-19

Anúncio