Anúncio

Rede de solidariedade: criança com doença rara precisa de material para curativos em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 28 de março de 2018 às 16:43
Atualizado em 29 de março de 2018 às 10:09
Anúncio

Yuri de Souza, 5 anos, sofre de uma doença rara desde seu nascimento. A epidermólise bolhosa, uma mutação genética, é tratável, mas sem cura, afeta a pele e as mucosas formando bolhas quando entram em atrito. As bolhas são dolorosas e viram feridas que podem infeccionar, por isso a necessidade constante de curativos e cuidados.

Vindos de Serra, na Grande Vitória, a família de Yuri está há 8 meses morando na área rural de Guarapari, Amarelos, e está com dificuldades de conseguir o material para os curativos do pequeno. “A unidade de saúde de Amarelos está precária, não estamos conseguindo nem gaze para cuidar do meu filho”, relata a mãe de Yuri, Priscila de Souza.

A epidermólise bolhosa, uma mutação genética, é tratável, mas sem cura. Foto enviada pela família.

Segundo Priscila, a necessidade de trocar os curativos é de uma vez ao dia e para isso ela usa gaze, faixa, soro, esparadrapo (fita) e as pomadas, nebacetin e colagenase. “Às vezes só de dormir, fazendo algum movimento brusco durante a noite, faz com que ele acorde com a pele sensível e com bolhas”.

Como não está conseguindo ajuda nas unidades de saúde, Priscila resolveu postar uma foto do filho e pedir doações desse material para que Yuri tenha um mínimo de conforto. A divulgação tomou uma proporção tão grande que uma verdadeira rede de solidariedade se formou em prol da criança. “Postei na minha rede social e várias pessoas me procuraram para ajudar. Agora tem até um local onde as doações podem ser feitas”.

Os curativos são trocados uma vez ao dia. Foto enviada pela família.

A mãe se refere à Faculdade Doctum, que disponibilizou um espaço na recepção para receber as doações, uma ideia da aluna de direito da instituição, Jennifer Silva. “Sempre que posso sou voluntária em ações sociais. Quando fiquei sabendo do Yuri, entrei logo em contato com a direção da Faculdade e consegui de imediato”.

Quem quiser fazer parte desta corrente do bem, basta ir à Faculdade Doctum, de 8h ás 22h, de segunda-feira a sexta-feira e ajudar com os itens: gaze, faixa, soro, esparadrapo (fita) e as pomadas, nebacetin e colagenase.

A família de Yuri agradece!

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

edson

Guarapari: Edson Magalhães continua na frente em nova pesquisa da Rede Vitória/Futura

Gedson Merizio (PSB) apresentou um crescimento de mais de 47%, em comparação à última pesquisa

Foto: Divulgação / PCES

Dono de sorveteria é preso em Guarapari, após receptar carga roubada

A carga de materiais descartáveis, avaliada em R$50 mil, havia sido roubada em Vila Velha

Anúncio
Anúncio
imagem 28-10

PM recupera veículo e apreende arma em Guarapari

WhatsApp Image 2020-10-29 at 16.23.15 (1)

Instituto oferece curso gratuito para moradores de Guarapari

Além dessa nova turma, o Instituto Vinde oferta outros cursos profissionalizantes e serviços em diversas áreas

Anúncio
curso-astronomia-alberto-brum-novaes-1200x630

Alunos de Anchieta são classificados para segunda fase da Mostra de Astronomia do ES

praia do morro

Guarapari: Praia do Morro já contabiliza 541 casos e 13 mortes decorrentes da Covid-19

Anúncio