Anúncio

Repórter e cinegrafista da TV Vitória são ameaçados durante transmissão ao vivo

Por Aline Couto

Publicado em 31 de maio de 2019 às 10:44
Atualizado em 31 de maio de 2019 às 10:57
Anúncio

Na noite de ontem (30), durante a transmissão do programa Cidade Alerta Espírito Santo, da TV Vitória/Record TV, a equipe de reportagem que entrou ao vivo no decorrer do programa foi ameaçada por supostos criminosos nas imediações do bairro Santos Dumont, em Vitória.

O repórter Waslley Leite e o cinegrafista Patrick Loureiro estavam no local para falar sobre uma operação que acontecia no bairro quando foram ameaçados, o que foi visto pelos espectadores que assistiam o programa.

De acordo com o comunicado Rede Vitória de Comunicação, os profissionais passam bem e já registraram um Boletim de Ocorrência.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) também se manifestaram sobre o ocorrido e enviaram uma nota de repúdio.

Foto: Reprodução.

Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiam o ataque sofrido na noite desta quinta-feira (30/5), durante uma transmissão ao vivo por um repórter e um cinegrafista da TV Vitória, afiliada da Rede Record no Espírito Santo.

Enquanto se comunicava com o apresentador no estúdio, o repórter foi abordado por ocupantes de um veículo na entrada no bairro Santos Dumont, em Vitória, nas proximidades da Delegacia Patrimonial.

Eles disseram que iriam “matar todo mundo” e ordenaram que a equipe desligasse a câmera. Neste momento, a transmissão foi interrompida.

Este é mais ataque inadmissível ao trabalho da imprensa por grupos armados que ocupam comunidades da Grande Vitória.

Nossas entidades exigem do governo do Estado segurança de trabalho para os jornalistas e também para os moradores dessas regiões.

É inaceitável que este tipo de ocorrência tenham se tornado uma prática, visto que recentemente um veículo da mesma emissora foi incendiado na mesma região.

O Sindjornalistas e a Fenaj reiteram que qualquer ataque à imprensa é um ataque à democracia e não pode, em hipótese alguma, ser aceito pela sociedade. Cobram ainda da Secretaria de Estado da Segurança Pública que os responsáveis sejam identificados e punidos.

Manifestamos nosso apoio e solidariedade aos profissionais que sofreram este absurdo ataque no exercício de nossa profissão.

Comunicado Rede Vitória de Comunicação

Nota de repúdio

Anúncio
Anúncio

Veja também

Capa

Atleta de Guarapari é contratado por time europeu

O goleiro Thiago Correia aguarda o fim da pandemia para viajar para a Polônia

Foto: Reprodução

Prefeitura de Guarapari anuncia Orçamento Participativo Municipal

O objetivo da medida é fazer com que a população exerça seu papel de cidadão, influenciando o destino de recursos públicos

Anúncio
Anúncio
Foto: Antônio Ribeiro

Qual praça de Guarapari o povo gostaria que fosse reformada?

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais três mortes e ultrapassa os 1.300 casos

A cidade totaliza 1.312 casos confirmados e 64 óbitos pela Covid-19

Anúncio
Imagem Ilustrativa | Foto: Reprodução

Artigo: Em tempos de pandemia, é possível reduzir a pensão alimentícia?

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES divulga atualização do Mapa de Gestão de Risco da Covid-19

O novo mapa, que terá vigência a partir de segunda-feira (13), classifica 41 municípios capixabas com risco “Alto” e 37 com risco “Moderado”

Anúncio