Anúncio

Reunião da frente parlamentar de fiscalização debateu sobre saneamento básico de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 5 de setembro de 2019 às 12:09
Atualizado em 5 de setembro de 2019 às 12:09
Anúncio

Para o presidente da Frente Parlamentar, deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), o debate promovido foi relevante

Foto: Reprodução/Prefeitura de Guarapari.

Uma reunião convocada pela Frente Parlamentar de Fiscalização de Obras, de Coleta e Tratamento de Esgoto aconteceu na semana passada na Assembleia Legislativa e discutiu a situação atual do saneamento básico de Guarapari.

Dados sobre a questão foram apresentados pela secretária de Meio Ambiente e Agricultura de Guarapari, Thereza Christina. Segundo o que foi mostrado, o município tem sido referência pelo plano de saneamento que evitou que 12 bilhões de litros de esgoto fossem lançados ao mar no período de dois anos. Ainda de acordo com os dados, 73% da área urbana possui rede coletora implantada pela Cesan. Também foram realizadas campanhas educativas, além da aplicação de multas pela fiscalização ambiental para o número de residências não interligadas.

Durante a reunião, também foram analisados os dados passados pela Cesan. Os números mostram que entre 2012 e 2019, a quantidade de imóveis cobertos pela rede de esgoto subiu de 50,4 mil para 84,3 mil e o número de construções que efetivamente se interligou a rede cresceu de 45,7 mil para 69,6 mil. Neste período, foram coletados e tratados 35 bilhões de litros de esgoto na cidade, com um percentual de 34% entre 2017 e 2019.

A secretária Thereza explicou que, em cumprimento a Lei, foi elaborado o Plano Municipal de Saneamento Básico, finalizado em 2017, que deu permissão ao município receber investimentos para implantação de redes coletoras em áreas como a grande Meaípe.

A destinação correta do esgoto foi tema da reunião da frente parlamentar. Imagem ilustrativa

O diretor-presidente da Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan), Carlos Aurélio Linhalis, anunciou que até o final do primeiro semestre de 2020 será inaugurada a nova ETE de Meaípe, na comunidade de Condados. Pela avaliação de Carlos Aurélio, a inauguração será a solução dos problemas relacionados à região. O diretor-presidente também contou que em 2021 serão iniciadas as obras de implantação de rede de esgoto na parte norte de Guarapari, área com sítios e chácaras, próximo ao pedágio da Rodosol, na divisa com Vila Velha.

Guarapari possui atualmente cinco sistemas de esgotamento sanitário: Aeroporto (que abrange os bairros de Praia do Morro, Muquiçaba,  Itapebussu, Lagoa Funda, Sol Nascente, Jardim Boa Vista, Santa Rosa e adjacências); Centro, Perocão, Jabaraí e Meaípe (que compreende a região central e os balneários, onde há grande concentração populacional).

*Com informações: Prefeitura de Guarapari

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2020-07-09 at 09.35.27

Após campanha de amigos, pai e filho tratam câncer com dinheiro arrecadado em Guarapari

O dinheiro foi útil para quitar despesas dos tratamentos de câncer na laringe e na cabeça, diagnosticado em duas pessoas de uma mesma família.

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari contabiliza mais um óbito e ultrapassa a marca de 1.200 casos

55 casos foram registrados nas últimas 24h; O município registra, hoje (09), 1233 casos da doença e 54 óbitos

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Prefeitura de Anchieta investe em obras na sede e no interior do município

Mesmo focada nas ações de prevenção a Covid-19, a Prefeitura segue com obras para dar mais segurança e qualidade de vida aos moradores

Foto: Reprodução

Coronavírus já infectou 19 idosos residentes e 10 trabalhadores em instituições de Guarapari

O crescimento percentual da Covid-19 nesses idosos no ES, de 22 de maio até 3 de julho, foi de 630%. A verificação é realizada em 36 municípios do Estado

Anúncio
MãesColorindo

Mães cobram acessibilidade para os filhos especiais em parques e praças de Guarapari

“Acessibilidade e inclusão significam que todos terão direito a usufruir dos serviços prestados com qualidade, que todos poderão explorar o ambiente sem nenhuma barreira e restrição” disse uma das mães.

caso canil pitbull

Polícia Civil de Guarapari investiga caso de brigas e mortes entre cães

Anúncio