Anúncio

Reunião da frente parlamentar de fiscalização debateu sobre saneamento básico de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 5 de setembro de 2019 às 12:09

Anúncio

Para o presidente da Frente Parlamentar, deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), o debate promovido foi relevante

saneamento - Reunião da frente parlamentar de fiscalização debateu sobre saneamento básico de Guarapari

Foto: Reprodução/Prefeitura de Guarapari.

Uma reunião convocada pela Frente Parlamentar de Fiscalização de Obras, de Coleta e Tratamento de Esgoto aconteceu na semana passada na Assembleia Legislativa e discutiu a situação atual do saneamento básico de Guarapari.

Dados sobre a questão foram apresentados pela secretária de Meio Ambiente e Agricultura de Guarapari, Thereza Christina. Segundo o que foi mostrado, o município tem sido referência pelo plano de saneamento que evitou que 12 bilhões de litros de esgoto fossem lançados ao mar no período de dois anos. Ainda de acordo com os dados, 73% da área urbana possui rede coletora implantada pela Cesan. Também foram realizadas campanhas educativas, além da aplicação de multas pela fiscalização ambiental para o número de residências não interligadas.

Durante a reunião, também foram analisados os dados passados pela Cesan. Os números mostram que entre 2012 e 2019, a quantidade de imóveis cobertos pela rede de esgoto subiu de 50,4 mil para 84,3 mil e o número de construções que efetivamente se interligou a rede cresceu de 45,7 mil para 69,6 mil. Neste período, foram coletados e tratados 35 bilhões de litros de esgoto na cidade, com um percentual de 34% entre 2017 e 2019.

A secretária Thereza explicou que, em cumprimento a Lei, foi elaborado o Plano Municipal de Saneamento Básico, finalizado em 2017, que deu permissão ao município receber investimentos para implantação de redes coletoras em áreas como a grande Meaípe.

saneamento - Reunião da frente parlamentar de fiscalização debateu sobre saneamento básico de Guarapari

A destinação correta do esgoto foi tema da reunião da frente parlamentar. Imagem ilustrativa

O diretor-presidente da Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan), Carlos Aurélio Linhalis, anunciou que até o final do primeiro semestre de 2020 será inaugurada a nova ETE de Meaípe, na comunidade de Condados. Pela avaliação de Carlos Aurélio, a inauguração será a solução dos problemas relacionados à região. O diretor-presidente também contou que em 2021 serão iniciadas as obras de implantação de rede de esgoto na parte norte de Guarapari, área com sítios e chácaras, próximo ao pedágio da Rodosol, na divisa com Vila Velha.

Guarapari possui atualmente cinco sistemas de esgotamento sanitário: Aeroporto (que abrange os bairros de Praia do Morro, Muquiçaba,  Itapebussu, Lagoa Funda, Sol Nascente, Jardim Boa Vista, Santa Rosa e adjacências); Centro, Perocão, Jabaraí e Meaípe (que compreende a região central e os balneários, onde há grande concentração populacional).

*Com informações: Prefeitura de Guarapari

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Imagem-do-WhatsApp-de-2024-07-02-as-14.22.32_930ee451

Prestes a lançar novo filme, Rodrigo Aragão quer formar novos talentos do cinema em Guarapari

Cineasta finaliza seu novo longa, que se passa em um prédio assombrado por fantasmas na Praia do Morro

{"eId":"703898471388870","CameraPosition":1}

Hotéis e pousadas das montanhas preparam mimos para hóspedes durante a Festa do Morango

34ª edição do evento já está com ingressos à venda

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Schadenfreude

letreiro-guarapari-es-2021-08-27

Coluna Dom Antônio: O que falta para Guarapari ser uma cidade turística de verdade

Anúncio

regulamento foto (3)

Coluna Entenda Direito: A importância do Regulamento Interno das empresas nas relações de trabalho

Pipas_divulgacao

Guarapari foi a cidade mais atingida por problemas causados por pipas na rede elétrica

Nos primeiros meses do ano, cidade teve 1.668 clientes afetados na região; riscos de acidentes aumentam nas férias

Anúncio