Anúncio

Ritmo das obras causa preocupação em Meaípe

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 11 de setembro de 2017 às 18:25
Atualizado em 12 de setembro de 2017 às 03:03
Anúncio

Depois que o mar transformou o problema da orla de Meaípe em algo que não dava mais para ignorar, seguiu-se uma verdadeira campanha política para conseguir verba para fazer as obras emergenciais, evitando que o mar avançasse mais e colocasse em risco as construções mais próximas da praia.

Na manhã do dia 25 de agosto finalmente a prefeitura de Guarapari assinou ordem de serviço para o começo imediato das obras de um muro de contenção na praia. A promessa era de que as intervenções iriam começar nos dias que se seguiram a assinatura da ordem.

Depois da ordem de serviço pouca coisa mudou na praia de Meaípe. Foto: João Thomazelli/folhaonline.es

Depois disso, pouco se viu de diferente na paisagem de destruição causada pelo mar. Os operários da empresa contratada foram apenas um dia na orla retirar algumas pedras que estavam na areia da praia, mas depois disso, nenhuma mudança.

“Eles vieram um dia aqui com uma máquina e caçamba, retiraram algumas pedras e só. Depois disso, ninguém mais apareceu. As ruas continuam interditadas e o mar de vez em quando leva mais um pedaço de terra. Fizeram tanto oba oba e depois mais nada. Será que estão esperando outra ressaca para fazerem mais publicidade?”, pergunta um morador do bairro, que por ser comerciante, tem medo de represálias e por isso preferiu não se identificar.

A reportagem do folhaonline.es esteve na Praia de Meaípe um dia depois do feriado de 07 de setembro e pode constatar que o quadro era praticamente o mesmo do dia da assinatura da ordem de serviço. Alguns turistas se aventuravam a andar na areia da praia, entre detritos e pedras que antes faziam parte do muro de arrimo destruído.

Outros se sentavam e apreciavam as deliciosas moquecas, que fizeram de Meaípe um ícone da culinária capixaba, em mesas e cadeiras colocadas nas áreas interditadas pela Defesa Civil, pois havia risco de desabamento.

Operários estão trabalhando em um galpão no bairro preparando ferragens para o muro de arrimo. Foto: Larissa Castro/folhaonline.es

Procuramos a prefeitura para comentar esta aparente falta de ação depois da assinatura da ordem de serviço para uma obra emergencial, que por este motivo, não necessitou de processo licitatório. Em nota a prefeitura informou que as obras estão em andamento, mas como ainda estão na faze de preparação das ferragens que vão dar origem ao muro de arrimo, o serviço está sendo feito em um galpão da empresa que fica em Meaípe.

Confira a resposta oficial da Prefeitura de Guarapari sobre as obras de Meaípe:

“A Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop) informa que prazo para a entrega da obra de Meaípe é de até seis meses, a contar a partir da assinatura da ordem de serviço. A Semop informa que a empresa já iniciou os trabalhos no local e ações como dobramento de ferragens, retirada das pedras e preparação das formas são necessárias e já fazem parte das atividades da empresa no andamento da obra”.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

obra-irregular

Obra em Peracanga tem ordem de demolição, mas operários continuam os serviços

Os responsáveis estão dentro do prazo para apresentarem correções, mas os trabalhos não devem ser continuados até o deferimento

black friday 2019

Black Friday em Guarapari terá descontos de até 70%

Anúncio
Anúncio
Transplante

Moradora de Guarapari realiza transplante após vaquinha, mas não resiste

Taiana fez uma vaquinha online para custear a estadia em São Paulo enquanto aguardava doador para receber um novo coração

drogas Anchieta

Polícia Militar realiza apreensões de drogas em Anchieta e Guarapari

Anúncio
polivalente-obra-pronta

Escola de Guarapari vai ofertar 4ª série opcional em 2021

upaespaçoinaugurado (2)

Pacientes de Guarapari relatam demora na entrega dos resultados de exames para COVID-19

Espera chega a beirar prazo do isolamento indicado para casos confirmados

Anúncio