Anúncio

Santuário Nacional de São José de Anchieta será totalmente restaurado

Por Aline Couto

Publicado em 22 de maio de 2018 às 10:35
Atualizado em 22 de maio de 2018 às 10:35

Anúncio

O museu do Santuário do século XVI, um dos mais antigos monumentos católicos do país, irá passar por obras de acessibilidade e ganhar rampas, plataformas elevatórias, banheiro adaptado, além de sinalização em braile

A intervenção no Santuário Nacional de São José de Anchieta, Anchieta, tem o propósito de democratizar o acesso às salas do museu. O local, símbolo da presença jesuítica no Brasil, receberá um projeto museográfico de organização do acervo, que contempla investimentos na climatização, telhamento, iluminação, comunicação, sonorização e restauro de peças. Também serão reformados, a Igreja, a montagem da sala de documentação e estudos e o paisagismo na área do entorno do Santuário.

 

A assinatura do início das obras será nessa sexta. Foto: Divulgação.

O projeto, contratado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), será executado pelo Instituto Modus Vivendi. A primeira etapa conta com patrocínio da Vale, que investirá R$ 5,6 milhões, via lei Rouanet.

Na manhã da próxima sexta-feira (25), haverá a assinatura do início das obras com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa; o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung; o presidente da Vale, Fabio Schvartsman; o deputado federal Evair de Melo, e ainda representantes do Ibram, Instituto Modus Vivendi, BNDES, e Iphan-ES.

O museu

O belo conjunto arquitetônico que abriga a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, além de antiga residência dos jesuítas e museu, é tombado pelo Iphan, desde 1943. Um dos pontos mais relevantes do restauro e readequação do museu será a sala de documentação para estudos e reflexões sobre a vida de São José de Anchieta, dos jesuítas e dos ameríndios, com um material único de pesquisa sobre todo o processo de canonização.

O material de pesquisa será oferecido em salas interativas, com mesas digitais e uso de novas mídias. A tecnologia e o projeto de gestão documental irão facilitar o acesso a pesquisadores, estudantes e todos os visitantes. O acervo desta sala é de grande importância histórica para todo o Brasil já que a documentação compreende correspondências e documentações dos séculos XVI ao XXI produzidas pelos jesuítas e pelo alto clero sobre a evangelização do Brasil, com destaque à figura de José de Anchieta, e reúne cerca de 59 volumes contendo cartas, mapas e outras documentações de 1534 a 1997. Outra coleção, composta de sete volumes, é a da Acta Romana, de 1910 a 1997. Em um extenso material sobre a beatificação de José de Anchieta, destaca-se a bula de canonização assinada pelo Papa Francisco.

O Santuário será totalmente reformado para o acesso de todos. Foto: Divulgação/Iphan.

Os jesuítas no Espírito Santo

Os jesuítas deixaram marcas por onde passaram. No Espírito Santo, além do aspecto religioso, tiveram significativo papel na educação e no empreendedorismo. Fundaram o Colégio de São Tiago (atual Palácio Anchieta), em Vitória, e as aldeias de Reis Magos, em Nova Almeida, e de Reritiba, em Anchieta, além das fazendas de Muribeca, em Presidente Kennedy, Itapoca, em Serra, e Araçatiba, em Viana.

As fazendas garantiam a subsistência do Colégio e a continuidade de seus trabalhos, assegurando-lhe independência autárquica, além da função específica de ensino. Elas tiveram significativa influência na vida econômica da capitania ao se tornarem os mais importantes centros de produção da época.

A herança dos Jesuítas também é relevante no conjunto arquitetônico do patrimônio histórico no estado. A relação de prédios inclui o Palácio Anchieta, em Vitória; a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, em Anchieta; a Igreja de Reis Magos, em Nova Almeida; a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Guarapari; a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, em Viana; a Igreja de São João de Carapina, em Serra; a Igreja de Nossa Senhora das Neves, em Presidente Kennedy.

Com informações: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

casagrande_governador_mapa_de_risco-2021-05-07

54° Mapa de Risco: Governo do Estado divulga novo Mapa e anuncia volta às aulas no Espírito Santo

As cidades de Guarapari e Anchieta seguem classificadas como de Risco Alto; Alfredo Chaves retorna a Risco Moderado

ocupação leitos

Quase dois meses depois, ES volta a ter menos de 80% de leitos de UTI contra Covid-19 ocupados

Índice representa um alívio na pressão sofrida pelos hospitais do estado, já que, durante pouco mais de um mês, entre março e abril, a taxa ficou acima de 90%

Anúncio

Anúncio

atendimento-computador-mulher-secretaria

Guarapari abre seleção para psicólogo e assistente social

coronavac-vacina_covid

Casagrande anuncia a chegada de 20 mil novas doses da Coronavac no ES

Anúncio

setur01-2

Equipe da Secretaria de Turismo do Estado visita atrativos turísticos de Anchieta

prainha_obra_edificacao_construcao

Câmara aprova Projeto de Lei que viabiliza regularização de edificações em Guarapari

Por meio do Programa de Regularização de Edificações (PRE), moradores poderão tirar o ‘Habite-se’ e regularizar suas edificações

Anúncio