Anúncio

Sebo mantém venda de livros no Centro de Guarapari

Por Larissa Castro

Publicado em 12 de novembro de 2020 às 12:04
Atualizado em 13 de novembro de 2020 às 12:00

Anúncio

Por a partir de 1 real é possível conhecer um novo universo através da leitura. Assim a Banca da Lua se mantém em Guarapari há 30 anos. O sebo que fica em uma das principais avenidas do Centro da cidade é o ponto certo para quem gosta de ler e manter a cultura do livro físico.

Com a chegada da tecnologia, muita gente aderiu à leitura virtual, e hoje Guarapari possui apenas um ponto de venda de livro físico: o sebo Banca da Lua. “Estou à frente da Banca da Lua há 17 anos e para quem gosta de ler, este é o único local na cidade. Acredito que se livros fossem um bom mercado, teria outros vendedores”, analisa o proprietário, Ricardo Moulin.

Ricardo Moulin, atual proprietário da Banca da Lua.

No mesmo ponto, situado na Avenida Joaquim da Silva Lima desde a criação da banca, Ricardo conta que a clientela vai muito além da população de Guarapari. “Tenho clientes fixos o ano todo e alguns de verão, que antes de irem à praia, passam aqui para me ver e avisar que chegaram. Há muitos que estão comigo desde o meu primeiro dia como dono da banca, nunca perderam o hábito; as vezes diminuem um pouco a leitura, mas nunca param. Além dos clientes eventuais, como estudantes de escolas, que têm a obrigação de ler certos livros passados pelo professor, mas esses estudantes geralmente compram o que o professor pede; não é com frequência”, relata.

“Seria bom se a sociedade lesse mais. Ainda é uma faixa muito pequena de pessoas que leem.”

RICARDO MOULIN, PROPRIETÁRIO BANCA DA LUA.

Com um público variado, Ricardo oferece livros de diversos assuntos; mas ele observa que a maior parte dos compradores são mulheres.”Eu não tenho nada técnico; nada de estudo. Apenas romance, policial, ficção científica, autoajuda, místico, exotérico, religioso e outros. Percebo que o público é meio a meio, mais mulheres e geralmente acima de 35 anos que possuem o hábito para leitura. Mas há alguns jovens que vêm aqui toda semana”.

Influência

Apesar de ser proprietário do sebo, foram os clientes leitores que influenciaram Ricardo à leitura. “Eu não era muito de ler, eu era artesão e vi a possibilidade de ter um ponto de venda para o artesanato o ano todo, não dependendo só de feirinhas. Então eu iria manter a banca metade livro e metade artesanato. Me apaixonei pelos livros e pelo público leitor; larguei o artesanato e fiquei apenas com os livros. Eu via a leitura como um negócio, mas ver a paixão dos outros por livros fez com que eu também me interessasse”, conta.

Venda ou troca de livros

Para manter a circulação dos livros na banca, Ricardo se coloca à disposição para compras ou trocas de novos exemplares. Os interessados podem procurar a Banca da Lua de segunda à sexta para apresentar o acervo pessoal. “Compro, vendo ou troco. Se você compra um livro aqui, depois que você ler, você pode me devolver e tem metade do valor pago em desconto em outro. Se você tiver livros em casa, mesmo não sendo comprados aqui, a gente troca da mesma forma”, explica.

*Com informações da Revista Sou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

crime em Gri

Crime em Guarapari: mulher foi amarrada e torturada antes de ser assassinada

Ana Paula da Silva Barbosa, de 52 anos, foi morta na noite de domingo (1); o marido dela também foi agredido e teve ferimentos na cabeça

Obras-orla-de-meiape-2021-08-03 (4)

Guarapari: carta aberta cobra respostas em relação a atraso de obra na Orla da Praia de Meaípe

Documento foi protocolado na Prefeitura de Guarapari pela Associação de Moradores do Bairro Meaípe

Anúncio

Anúncio

Tempo Integral ES1

Programa Capixaba incentiva implantação de Tempo Integral em escolas municipais

xepa vacina

Guarapari realiza ações de vacinação contra a Covid-19 e a gripe (Influenza)

As segundas doses de AstraZeneca e Coronavac serão aplicadas na quarta-feira (04) e as da gripe, na quarta e na quinta-feira (05)

Anúncio

revsol1

Parceria entre empresa e prefeitura beneficia estradas e ruas de localidades em Guarapari

A ArcelorMittal doará toneladas de Revsol para o município; as primeiras contempladas serão as localidades de Santa Arinda, Limão e Limãozinho

redução homicídios ES

Sete primeiros meses do ano acumulam redução de 5,7% nos homicídios no Espírito Santo

Anúncio