Anúncio

Sebrae/ES realizou mais de 105 mil atendimentos à distância em 2020

As ferramentas virtuais se tornaram as principais soluções para atendimento do empreendedor capixaba.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 22 de dezembro de 2020 às 10:15
Atualizado em 23 de dezembro de 2020 às 10:36

Anúncio

Imagem Ilustrativa. Foto: reprodução

O ano de 2020 foi de muitos desafios para o empreendedor e também para o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae/ES) que precisou se adequar para atender as demandas dos empresários capixabas – e foram muitas. De acordo com o balanço das atividades do Sebrae/ES, em 2020, todos os canais de atendimento à distância somaram mais de 105 mil chamados respondidos, mais que o dobro do ano passado (120,7% de aumento) e o ano ainda não acabou, havendo atendimentos ainda em andamento, especialmente centenas de consultorias já iniciadas e que se concluirão no início do próximo ano. 

A Plataforma EAD Nacional teve grande importância nesse aumento dos atendimentos digitais, com mais de 100 capacitações oferecidas e 44.493 clientes inscritos. O Whatsapp do Sebrae/ES começou a funcionar em abril, e em novembro já contabilizava quase 13 mil atendimentos.

“Assim como os empreendedores, o Sebrae/ES também foi pego de surpresa pela pandemia e teve que reaprender a trabalhar de forma virtual. O nosso tempo de resposta foi rápido e conseguimos bons resultados junto aos empreendedores que não ficaram desamparados” destaca o superintendente do Sebrae/ES, Pedro Rigo.

Endividamento

Por conta da pandemia, muitos empreendedores se encontraram em uma situação financeira complicada. Atualmente, 75% dos pequenos negócios do Espírito Santo não possui dívidas ou está com as contas em dia. No início da pandemia, o percentual de empresários com dívidas em atraso era de 39% e, agora, esse número caiu para 25%, de acordo com a última edição da Pesquisa de Impactos da Pandemia nos pequenos negócios.

A Campanha Compre do Pequeno, realizada pelo Sebrae em parceria com outras instituições, incentivou o consumo nos pequenos negócios, movimentando a economia local.  Outra ação, realizada em parceria com o Sindiadvogados, possibilitou 1.437 atendimentos durante o XVII Plantão da Cidadania.

Nesse sentido, também foram realizados dois Encontros de Crédito online, oportunizando aos empresários o acesso aos bancos e suas linhas de crédito. Ao todo, foram 102 empresas participantes, destas 99 conseguiram a renegociação.

Antes mesmo da pandemia, o Sebrae/ES atuou junto aos empreendedores do Sul do Espírito Santo em prol da recuperação econômica da região, que sofreu com as fortes chuvas no início do ano. Foram 652 empresas atendidas e R$1,28 milhões investidos.

Transformação digital

Com o início da pandemia do coronavírus, as relações de mercado foram alteradas e as empresas precisaram se adaptar ao novo normal. Nesse cenário, as ferramentas virtuais, como redes sociais, se tornaram grandes aliadas dos empreendimentos. Se antes da pandemia apenas 42% já vendiam pela internet, em agosto, 72% já haviam adotado os aplicativos como meio de venda. 

Para auxiliar os empreendedores nessa transição para o mundo virtual, e em outros assuntos, o Sebrae/ES realizou mais de 8 mil consultorias gratuitas de forma presencial e mais cerca de 9 mil à distância. Ao todo, foram mais de R$ 21 milhões em produtos gratuitos para micro e pequenas empresas, isso sem contar com os cursos, capacitações e outros eventos disponíveis na Loja Sebrae/ES.

Inovação

Ao longo deste ano foram desenvolvidos quatro projetos de inovação: Negócios Inovadores, Educação Empreendedora, Capital Empreendedor e Habitats de Inovação. Foram mais de 20 atividades, entre elas, capacitação de professores e alunos em empreendedorismo e inovação, preparação e aproximação de startups com investidores, apoio para acesso a editais de inovação, três trilhas de desenvolvimento de startups, além de 30 ambientes de inovação atendidos com capacitação e consultoria.

Outros 44 editais também foram abertos, atendendo as áreas de educação, empreendedorismo, gestão, marketing e vendas entre outros.

Empreendedorismo

Muitas pessoas apostaram no empreendedorismo como alternativa de renda, principalmente nos períodos mais críticos da pandemia, quando o número de desemprego aumentou. O Espírito Santo chegou à marca de 68.813 mil novos empreendedores apenas este ano, quase 8 mil a mais que o ano anterior.

*Com informações de Agência Sebrae ES.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

mapa-de-risco-05032021

47º Mapa de Risco Covid-19: Piúma deixa risco alto e Guarapari segue em risco moderado

Nas redes sociais, Renato Casagrande alertou a população para a necessidade de cumprir os protocolos sanitários e de distanciamento

cv__2918_claudio_vieira

Projeto social de Guarapari promove festival de pipas no bairro Kubitschek

O projeto, criado por quatro amigos, existe há um ano e meio

Anúncio

Anúncio

fiscalizacao_procon_consumidor

Representante de Consórcio em Guarapari é notificado por fraude

Segundo denúncias, consumidores são enganados e levados a assinar contrato de consórcio

PC e PM

Ação conjunta prende suspeitos de homicídio em Guarapari

Anúncio

Cirurgia Pietra2

Em Guarapari, pais agradecem ajuda para cirurgia da filha com tumor no olho

A cirurgia foi bem sucedida e Pietra já está em casa

Debate-dos-Vereadores-sobre-Projeto-de-Incentivos-Fiscais_

Projeto de lei de incentivos fiscais busca retomar crescimento da economia em Anchieta

Apresentado por Renato Lorencini e outros vereadores, projeto visa conceder incentivos fiscais a empresas que instalarem ou ampliarem plantas industriais, comerciais ou de serviço no município

Anúncio