Anúncio

Secretários do ES, SP e MG vão se reunir com ministro da Justiça nesta quinta-feira (22)

Por Aline Couto

Publicado em 20 de fevereiro de 2018 às 11:00
Atualizado em 20 de fevereiro de 2018 às 10:15
Anúncio

Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, André Garcia, irá participar da reunião em São Paulo.

O encontro servirá para que os estados vizinhos ao Rio, como o Espírito Santo, possam ter acesso, com detalhes, sobre o decreto de intervenção, os reflexos para o Sudeste e também traçar um plano de contingência regional, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (Sesp).

O secretário de Segurança Pública do Estado, André Garcia, vai se reunir com os secretários de Segurança dos estados de São Paulo e Minas Gerais e com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, para definir como vai ser o controle das divisas estaduais com o Rio de Janeiro, após a intervenção federal. A reunião está marcada para quinta-feira (22), em São Paulo.

“Vamos estabelecer um protocolo para essa troca de informações. Precisamos entender qual o alcance dessa intervenção e os estados vizinhos precisam ter privilégios no acesso à informação”, relatou o secretário André Garcia.

Ainda de acordo com a Sesp, um plano de contingência foi finalizado pelo Espírito Santo nesta segunda-feia (19), e conta com o trabalho conjunto entre os setores de inteligência da Sesp e das Polícias Militar e Civil. Recursos serão empregados a partir do apontamento necessário feito pela inteligência. As modalidades e efetivos serão reforçados, no entanto, por questão de estratégia não pode ser detalhado. Importante frisar que não há motivo para alarde, pois não há registro de movimentação de criminosos para o Espírito Santo.

O representante do Espírito Santo não teme o aumento da violência no Estado após a intervenção no Rio de Janeiro. Ele disse que a situação não é emergencial, e a estratégia do estado é atuar preventivamente. “Se bandidos vierem pra cá, vão se dar mal. Vão ser presos”, afirmou.

A reunião discutirá o impacto da intervenção militar no RJ em seus estados vizinhos. Foto: Divulgação.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Prefeitura proíbe caminhada na orla das praias de Guarapari aos fins de semana

A medida restritiva será válida, excepcionalmente, nos dias 06, 07, 13 e 14 de junho; Confira outras determinações divulgadas nesta quarta-feira (03)

Da esquerda para a direita: Tenente Coronel Caus, da Polícia Militar; Prefeito de Guarapari, Edson Magalhães; Tenente Coronel Bruno, do Corpo de Bombeiros. Fotos: Folhaonline.es

Apenas comércios essenciais poderão funcionar nos fins de semana em Guarapari

A medida, que tem por objetivo reduzir a taxa de circulação no município, valerá a partir deste sábado (06); Comerciantes que desobedecerem as restrições poderão ter alvará de funcionamento cassado

Anúncio
Anúncio
comercio1-550x309

Guarapari terá nove dias de isolamento total a partir das 19h

A partir do dia 06 até o dia 14 de junho não será permitido permanecer nas ruas após as 19h e os comércios não essenciais devem permanecer fechados nos finais de semana

covid-19-drive-thru-teste-coronavirus-teste-rapidos-titri-foto-Flávio-Tin-_MG_8593-15042020-scaled

Estudo aponta mais de 200 mil capixabas infectados; Guarapari participará da próxima etapa

A partir do levantamento, o ES poderá reconhecer com mais precisão o padrão de comportamento da Covid-19 em solo capixaba

Anúncio
fiscais

Ação da fiscalização da prefeitura de Guarapari provoca reação do setor turístico

Foto: Divulgação

Guarapari: Obras de extensão da Avenida Paris estão em fase final