Anúncio

CoronaVac acaba em Guarapari e idosos voltam para casa sem segunda dose

Confira os possíveis efeitos do atraso da segunda dose do imunizante

Por Gislan Vitalino

Publicado em 27 de abril de 2021 às 10:50
Atualizado em 28 de abril de 2021 às 08:30

Anúncio

Fotos: FolhaOnline.es

Idosos que procuraram a segunda dose da vacina Coronavac (Butantan) na escola Ana Rocha Lyra na manhã de hoje voltaram para casa sem receber o imunizante. Por volta de 9h, as fichas equivalentes às doses da vacina fabricada pelo Instituto Butantan acabaram e a distribuição continuou apenas com os idosos que tomariam a vacina AstraZeneca (Oxford/Fiocruz).

No local, acontecia a aplicação da segunda dose da para os idosos acima de 70 anos, que tomaram a primeira dose da vacina nos dias 24, 25, 26 e 27 de março.

A Ana Claudia trouxe a mãe para tomar a vacina e não conseguiu receber o imunizante. “Nós chegamos às 9h, pois falaram que não precisava vir cedo porque a segunda dose dos idosos já estava garantida”, explicou Ana Claudia. A mãe dela, dona Francisca recebeu a primeira dose na última semana de março “Quando tomamos a primeira, já deram a data certa pra voltar e disseram que estava garantido”, explicou.

Um dos últimos idosos que garantiu a ficha para aplicação da segunda dose do imunizante, seu Souza chegou no local pouco antes das 7h da manhã. “Era por volta de 8h, quando eles distribuíram as fichas e eu peguei o número 594”, contou o aposentado.

Agendamento da segunda dose

Segundo os funcionários do local, uma nova data para o agendamento da segunda dose será divulgada assim que o município receber as novas doses do imunizante. A distribuição das senhas no local segue apenas para os idosos que receberam a primeira dose do imunizante AstraZeneca (Oxford/Fiocruz).

Atraso para tomar segunda dose pode gerar ineficácia?

Na noite de sábado (24), o secretário estadual de Saúde Dr. Nésio Fernandes, usou as redes sociais para falar sobre a escassez de doses da CoronaVac em todo o Estado e no Brasil. Além de explicar as causas da escassez, Dr. Nésio reforçou que o risco do imunizante “perder efeito” com o atraso da segunda dose é baixo. “A vacina é um imunizante poderoso, após aplicada não é um produto que se decompõe pela validade de dias. Até o presente momento a ampla maioria dos estudos reforçou vantagens na ampliação do prazo de aplicação entre doses”, afirmou.

Segundo o secretário, não há motivo para desespero. “Os insumos já chegaram no Butantan e até a primeira quinzena de maio serão fornecidas progressivamente todas as doses necessárias para aplicação da D2. O calendário será atualizado e seguiremos avançando na luta contra a COVID-19, explicou.

Na sequência de postagens, Nésio também afirmou que ainda não há um consenso na comunidade científica quanto aos riscos e dúvidas sobre o atraso na aplicação da segunda dose.

O secretário ainda concluiu dizendo que na maior parte das vezes, a ampliação do prazo entre as doses não é prejudicial. “Na imensa maioria das vezes não há prejuízo na produção de anticorpos com a ampliação breve do período entre doses. Com uma dose já há uma grande proteção contra infecção, casos moderados/graves e óbitos.

Entre a comunidade científica, a falta de dados suficientes relacionados à questão é inconcludente. Entretanto, todos afirmam que tomar as duas doses do imunizante é essencial. Especialistas também alertam para o não cruzamento entre doses de fabricantes distintos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacina_covid_19

Guarapari esclarece diferença entre número de doses recebidas e aplicadas de vacina da Covid-19

Agendamento será reaberto nos próximos dias para a população com idade entre 60 e 64 anos

zaine_e_ricardo_conde-2021-04-05

“É como ter uma arma apontada para a família, sem defesas” alerta jornalista de Guarapari, recuperado da Covid-19

Ricardo e a esposa, Zaine Conde, contraíram a doença. O jornalista se recuperou e a esposa ainda está na UTI, mas apresentando melhoras

Anúncio

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

Guarapari: 2ª dose da vacina contra Covid-19 para idosos de 65 a 69 anos ainda não tem data

A maioria dos idosos desse público recebeu a primeira dose há cerca de um mês

aumento efetivo111

Casagrande anuncia aumento do efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo

Anúncio

upaa-550x413

Câmara derruba veto do Prefeito e estende Auxílio Funcional aos demais servidores da Saúde de Guarapari

O veto restringia o pagamento do auxílio apenas aos profissionais lotados na UPA 24h

Bobó Brisamare-Risa

Semana das Mães: restaurante de Guarapari vai doar parte das vendas ao Recanto dos Idosos

Anúncio