Anúncio

Sem vacina, Guarapari passará “longe de show e carnaval”, segundo prefeito

Queima de fogos no réveillon está garantida, no entanto

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 1 de dezembro de 2020 às 18:29
Atualizado em 2 de dezembro de 2020 às 16:09

Anúncio

Foto: arquivo Folha Online

O prefeito Edson Magalhães afirmou que a cidade não realizará eventos para o carnaval de 2021, como forma de precaução à propagação da Covid-19. Anúncio foi feito em coletiva de imprensa após a cerimônia de Assinatura de Ordem de Serviço de pavimentação e drenagem da estrada de Tartaruga.

Ao ser questionado sobre a orientação do Secretário Estadual de Saúde de que as prefeituras não realizem eventos durante o final de ano, o Prefeito explicou que a decisão seria tomada em uma reunião do Comitê Covid-19, que aconteceria na manhã de hoje, mas foi adiada. No entanto, Edson afirmou que a queima de fogos tradicional do réveillon de Guarapari deve acontecer, mas sem a realização de shows ou eventos. “Vamos ter fogos, que é um desejo do município, em três pontos na Praia do Morro, para que a gente possa distribuir as pessoas. Mas longe de show e carnaval. Enquanto não tiver vacina não vamos fazer isso. A casa de show que quiser realizar alguma coisa vai ser com público reduzido e com protocolo bem rígido”, explicou o Prefeito.

Edson ainda enfatizou que realizar festas durante a pandemia seria irresponsabilidade. “No Carnaval, quem quiser vir para Guarapari que venha curtir a praia, de maneira responsável, com todos os protocolos… Agora, como é que vamos fazer festa de carnaval em plena pandemia? É de uma irresponsabilidade muito grande. Primeiro porque tem aglomeração e segundo que as pessoas estarão suando, pulando. Com isso você não está evitando nada. Muito pelo o contrário, estaríamos aumentando os casos confirmados na cidade”.

O prefeito explicou ainda que a cidade tem se preparado para o aumento do número de casos, com a ampliação do espaço dedicado ao atendimento da Covid-19 na área do estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Ipiranga.  “Nós vamos inaugurar nessa sexta-feira (4) um mini hospital de campanha para que possamos tratar as pessoas até que surja uma vaga nos hospitais da Grande Vitória, caso venham a precisar de internação”.  Ele também cita que o espaço tem previsão de funcionamento por três meses, ou até a disponibilização da vacina da doença. “São mais de 90 setores envolvidos nesse projeto, durante 90 dias. Se nós tivermos uma vacina, e eu espero que tenha, vamos desmobilizar todo esse sistema. Se nós não tivermos, vamos ver parcerias serão realizadas com o Governo Federal e com o Governo do Estado”, explicou.

*Texto: Gislan Vitalino.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

46-mapa_de_risco

46° Mapa de Risco: Guarapari e Anchieta seguem em risco moderado

Durante transmissão ao vivo que divulgou o teste, Governador afirmou que vai ampliar o número de testes realizados

WhatsApp-Image-2021-02-26-at-10.22.36

Fogos de artifício assustam moradores e danificam objetos em comemoração de torcedores em Guarapari

Uma moradora conta que brasas dos fogos entraram pela janela do quarto, chegando a perfurar colchão e roupas de cama

Anúncio

Anúncio

cruzamento Bela Vista

Moradores solicitam rotatória em cruzamento onde ocorre acidentes em Guarapari

meaipe2

Governador anuncia engordamento da Orla de Meaípe, em Guarapari

Obras de contenção e restauração de Meaípe, possuem valor de referência estimado em R$68.229.704,70

Anúncio

samarco_reproducao

Sine Anchieta: 88 vagas com oportunidades para Guarapari e para área da Samarco

50 das oportunidades são para atuar dentro da área da Samarco

Meaípe

Guarapari: Moradores de Meaípe comemoram o anúncio da obra de engordamento da praia

Anúncio