Anúncio

Sine completa um mês de portas fechadas e não há previsão de retorno

Por Glenda Machado

Publicado em 25 de maio de 2016 às 22:58
Atualizado em 25 de maio de 2016 às 22:58

Anúncio

Em época de crise, toda ajuda de recolocação no mercado de trabalho é bem-vinda. Mas em Guarapari, aconteceu justamente o contrário. A Agência do Sine fechou as portas “por tempo indeterminado e sem previsão de reabertura”. Pelo menos é o que consta no cartaz anexado na porta no final do mês de abril. Já o outro comunicado orienta que os trabalhadores procurem outras agências próximas como em Anchieta, Cariacica, Viana, Vila Velha e Vitória.

Uma das desempregadas que se deparou com o cartaz ficou indignada com o descaso. “Eu estou sem emprego, sem dinheiro, como vou gastar com passagem para ir nas cidades vizinhas? Se todas essas cidades aí têm a agência para ajudar, porque não podemos ter também em Guarapari? Um absurdo fechar a nossa única esperança em um momento de crise como o que estamos vivendo”, disse a ex-funcionária pública, Cássia Pereira.

O Folha da Cidade fez essa e outras perguntas ao órgão responsável pelas agências do Sine do Estado, a Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades). Mas eles apenas responderam por nota que “está fazendo uma reorganização administrativa visando aprimorar o trabalho do Sines e ampliar a qualidade do atendimento à população, levando em consideração as demandas e oportunidades de cada microrregião. Assim, o cidadão pode buscar atendimento no Sine de Anchieta ou Cariacica”.

SINE (1)

ESTADO informa que está fechado para uma reorganização administrativa a fim de ampliar a qualidade no atendimento.

A agência atendia cerca de 100 pessoas por dia em busca de orientações empregatícias, cursos de qualificação e seleções para contratação de mão de obra. Era uma média de 2.200 atendimentos por mês. Hoje, quem passa pelo local vê apenas um vigia transitando pela agência trancada. No entanto, o aluguel continua sendo pago pelo Governo do Estado. Já os demais funcionários eram cedidos pela prefeitura que “retornaram às suas respectivas secretarias até que o serviço seja normalizado” segundo a assessoria de comunicação.

Entenda o caso:

24 de outubro de 2014 – O Sine foi fechado, pois estava sendo transferido para um novo local: Rua Getúlio Vargas no Centro. Antes, funcionava em imóvel cedido pela prefeitura em Muquiçaba.

10 de dezembro de 2014 – O Sine foi reaberto no novo endereço. Mas com o serviço comprometido já que não era possível acessar o sistema sem internet que ainda estava sendo instalada.

Julho a Dezembro de 2015 – Atendimento foi interrompido novamente por problemas decorrentes da mudança do endereço segundo a Setades. Ficavam apenas um funcionário administrativo e um vigia no local.

Janeiro de 2016 – Agência voltou a funcionar, mas novamente apenas com um funcionário e um vigia. As reclamações eram crescentes: falta de organização no anúncio de vagas, poucos funcionários e baixo número de atendimentos.

Abril de 2016 – A agência chegou a fechar as portas por duas vezes alegando que o único funcionário foi requisitado em outras unidades. Até que no final do mês foi fechada definitivamente.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

acidente br101 1

Grave acidente deixa uma pessoa morta e três feridas em Guarapari

Segundo o Centro de Controle Operacional (CCO) da Eco101, concessionária que administra a via, o acidente aconteceu por volta das 07h15

o-que-e-um-curso-profissionalizante-descubra-aqui

Qualificar ES: últimos dias para inscrições de curso em Guarapari

Anúncio

Anúncio

Rua Safira, Setiba1

Rua pavimentada há seis meses alaga sempre que chove; moradores pedem solução em Guarapari

destaques pm

10º Batalhão homenageia destaques operacionais e transferidos para reserva em Guarapari

Anúncio

vacinacao-gripe-vilhena-2021-05-11

Covid-19: Guarapari abre novo agendamento para pessoas acima de 50 anos

edson-1024x683

Guarapari: TCE-ES recomenda rejeição das contas de Edson Magalhães do ano de 2018

Anúncio