Anúncio

Sítio em Alfredo Chaves abre para visitação durante colheita de pitayas

Por Aline Couto

Publicado em 14 de janeiro de 2020 às 10:30
Atualizado em 12 de maio de 2020 às 15:54
Anúncio

Durante à visitação será possível conhecer a plantação e a cultura da fruta

Foto: Reprodução.

A colheita das frutas pitaya já começou e um sítio na localidade de Cachoeira Alta, interior de Alfredo Chaves, abriu a propriedade para visitação. É preciso agendar o passeio para conhecer a fruta exótica e o visitante pode escolher as próprias pitayas que deseja comprar.

Durante a visita, é possível ver de perto a cultura de pitayas, uma fruta ainda exótica e pouco conhecida no Espírito Santo. Os visitantes poderão conhecer a plantação, degustar e escolher as próprias frutas que desejam levar para casa. No sítio, que fica a 4 km do Centro de Alfredo Chaves, há cerca de 10 espécies da fruta em produção. Há plantas originárias da Colombia e de outros países da América Central.

Pitaya

A fruta tem benefícios como: proteger as células do organismo, pois é rica em antioxidantes que protegem contra o câncer; ajudar na digestão devido à presença de sementes na polpa; combater doenças cardiovasculares, pois as sementes contêm ácidos graxos essenciais como os ômega 3; regular o intestino pois tem oligossacarídeos, que são fibras que combatem a prisão de ventre; regular a pressão arterial, por ser uma fruta bastante rica em água que estimula a produção de urina, reduzindo o acúmulo de líquidos no organismo; e combater a anemia e osteoporose por conter vitaminas e minerais importantes como ferro, fósforo, vitaminas B, C e E.

A pitaya, também conhecida como a fruta do dragão por causa da aparência de sua casca, tem três variações, branca e vermelha, encontradas no Brasil e a amarela.

Informações/Agendamento de visitas: (27) 99945-1288 (Eloilson).

*Com informações: Dirceu de Souza Cetto.

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

corona

Coronavírus: Guarapari registra 12º óbito e mais 10 casos da doença

A vítima fatal da doença residia no Centro

CTA

Centro de Testagem e Aconselhamento vira alvo de denúncias em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Lucineia Santos de Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Moradora de Guarapari já produziu e doou mais de 500 máscaras para famílias carentes

Com um saco de retalhos e um rolo de elástico, Lucineia Santos resolveu ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social a se protegerem da Covid-19

homicidio

Número de homicídios no ES reduz em maio e atinge melhor número dos últimos 24 anos

abertura de em presas

ES está entre os 12 estados com menor tempo de espera para abertura de novas empresas

cão4

Pandemia faz número de adoção de cães e gatos crescer em Guarapari