Anúncio

TikToker de Guarapari é ‘cancelado’ das redes sociais por ofensas racistas e pede desculpas

O capixaba Pedro Avelar, de 17 anos, usou as redes sociais para pedir desculpas aos internautas que se sentiram ofendidos com o post

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 16 de julho de 2020 às 10:59
Atualizado em 17 de julho de 2020 às 10:14
Anúncio
Foto: Reprodução.

Influenciador capixaba com mais de 1,2 milhão de seguidores do Tiktok, Pedro Avelar, de 17 anos, foi criticado por internautas, nessa quarta-feira (15), após posts antigos, com ofensas racistas, serem descobertos.

O guarapariense usou as redes sociais para se defender. Em um vídeo divulgado nos stories do Instagram no final da tarde de ontem, ele fala: “Hoje, com a cabeça que eu tenho, eu jamais brincaria com isso, porque sei o peso que essa palavra tem. Mesmo sem ter tido a intenção de ofender ninguém, eu ofendi muita gente. Estão usando como se eu fosse um monstro e um cara completamente racista, sendo que eu não sou. Peço perdão a todo mundo”. 

Ao defender a ideia de que pensa diferente dos posts de 2018, 2019 e início de 2020, ele lembra que também é humano e pode cometer erros: “A última coisa, só para acabar, do lado de cá, mesmo que a pessoa seja figura pública, é ser humano”, encerra a declaração. 

Vídeo: Reprodução.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

cães_abandonados

Doações de livros ajudam animais de rua em Guarapari

O perfil “Desapego de Patas” vende os livros doados e todo o dinheiro é repassado para o projeto Ajuda Pet

nicole apa

Moradora de Guarapari cria grupo de compras para que consumidores consigam descontos

Nicole Mattar criou o “Nosso Grupo de Compras” com o objetivo de reunir consumidores e negociar descontos em compras coletivas

Anúncio
Anúncio
Foto-Antonio-Ribeiro-550x413-1

Melhorei tanto minha saúde que decidi me mudar para Guarapari

Foto: Reprodução

Com 3.357 casos da Covid-19 confirmados, Guarapari tem 121 sob investigação

Anúncio
Imagem artigo

Artigo: O uso indevido da Lei Maria da Penha

E o reflexo prejudicial às mulheres que de fato precisam da proteção legal

Foto: Reprodução

Grupo de doadores de sangue de Guarapari convoca voluntários para ação

O Projeto Esther-Doe Sangue Salve Vidas realiza doação pelo menos duas vezes por mês com transporte gratuito para os voluntários

Anúncio