Anúncio

Turismo de negócios cresce 14,7% no Brasil; O que Guarapari precisa para fazer parte dos dados?

Por Sara de Oliveira

Publicado em 27 de julho de 2019 às 09:00
Atualizado em 27 de julho de 2019 às 09:46

Anúncio

Os números pertencem a um levantamento da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) e foram divulgados pelo Ministério do Turismo.

Foto: Reprodução.

O Ministério do Turismo divulgou uma pesquisa da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) que informa o crescimento do turismo corporativo no Brasil durante o primeiro semestre de 2019. De acordo com os dados, as viagens a negócio no país cresceram 14,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Conversamos com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Espírito Santo (ABIH-ES), Gustavo Guimarães, e com Fernando Otávio, membro do Conselho Municipal de Turismo, para entender quais medidas precisariam ser tomadas em Guarapari, para que o município fosse impactado por esses dados.

Gustavo esclareceu que Guarapari não possui potencial para atrair o turismo corporativo, justamente por causa da falta de um parque empresarial de maior porte. Segundo o empresário, isso poderia ser feito por meio da instalação de empresas e até um centro de distribuição no município. “O município nunca teve força no turismo de negócios. Inclusive é uma necessidade que nós temos. Guarapari precisa passar por um desenvolvimento econômico”, argumentou.

De acordo com Gustavo, o turismo corporativo é importante para diminuir o índice de sazonalidade em Guarapari. “Na época em que o turismo de lazer, com as praias, é mais fraco até mesmo por causa do clima mais ameno, o turismo de negócios promoveria uma maior circulação de pessoas na cidade, que teriam gastos com alimentação, hotelaria entre outros”, explicou.

Já Fernando Otávio, enfatiza que o município precisa enxergar o turismo corporativo como uma oportunidade de negócios. Segundo ele, a cidade ainda não possui estrutura para o desenvolvimento do setor. “Guarapari precisa de um centro de convenções público, porque esse setor requer um ponto de discussão e de reuniões”, destaca. Para Fernando, o retorno da Samarco é uma das possibilidades para o desenvolvimento do turismo corporativo na Cidade Saúde. “Esse tipo de turismo é fundamental para vender o município, pois a pessoa que vem a negócios vai voltar para o turismo de lazer”, concluiu.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

montagem terreno Ipiranga2

Guarapari: dona de imóvel no Ipiranga reclama da falta de ordenamento público no bairro

De acordo com o relato, no local há um terreno abandonado acumulando lixo, um ônibus estacionado na rua com uma família morando e calçada sendo usada como varal de roupa

frio-inverno

Inverno começa com alerta de queda de até 5°C nas temperaturas em Guarapari

O alerta emitido pelo Inmet aponta frio intenso em 35 cidades do Estado

Anúncio

Anúncio

vacina_covid_19

Pessoas acima de 40 anos já podem agendar a imunização contra Covid-19 em Guarapari

A vacinação acontecerá na quarta (23), no Complexo Esportivo, em Muquiçaba.

volta às aulas pmg

Aulas presenciais são liberadas para todos os níveis a partir desta segunda (21) no ES

Novo mapa de risco passa a vigorar com 58 cidades em classificação moderada

Anúncio

pfizer

Guarapari abre hoje (21) novo agendamento para vacinar profissionais da educação contra Covid-19

eduardo-junho-vermelho-doacao-de-sangue

Junho Vermelho: em Guarapari ações e campanhas incentivam doação de sangue

Trabalho visa contribuir com difícil tarefa do Hemoes*

Anúncio