Anúncio

Vacinação contra a Covid-19 no ES começa ainda em janeiro, diz secretário da Saúde

Nésio Fernandes afirmou que o estado iniciará a imunização conforme calendário do Ministério da Saúde, com os grupos prioritários

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 8 de janeiro de 2021 às 10:43
Atualizado em 9 de janeiro de 2021 às 08:28

Anúncio

Foto: reprodução/Sesa.

Uma notícia que traz esperança foi passada pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, durante entrevista coletiva, realizada nesta sexta-feira (08). Acompanhado do subsecretário em Vigilância de Saúde, Luiz Carlos Reblin, ele afirmou que a vacinação contra a covid-19 para os grupos prioritários deve ter início ainda em janeiro para a população capixaba.

O secretário afirmou que ainda não é possível confirmar uma data, que deve ser decidida em breve, em reunião com o Ministério da Saúde. Fernandes disse que na próxima semana, será confirmada a data em que 2 milhões de doses serão disponibilizadas para todo o Brasil, com o objetivo de vacinar 15% do primeiro público alvo, que são trabalhadores da saúde, idosos e população indígena. Para fevereiro, o secretário acredita na possibilidade de uma ampla vacinação para a população maior de 75 anos.

Segundo Reblin, o estado já possui um estoque com cerca de 1,7 milhão de seringas com agulhas. Na próxima semana, mais um lote deve ser entregue, totalizando mais de três milhões de insumos necessários para a vacinação.

O secretário acredita que há a possibilidade de que novas vacinas sejam registradas pela Anvisa para que sejam incorporadas doses suficientes para serem aplicadas em toda a população adulta e idosa no Brasil em 2021. “Caso isso não ocorra, o governo do Espírito Santo já tomou a decisão da aquisição complementar para garantir que em 2021 a população capixaba tenha a imunidade de rebanho segura”, disse.

Sobre a obrigatoriedade da vacina, Nésio Fernandes explicou que os governos estaduais já estão autorizados a criarem normas complementares para que a população seja estimulada a tomar a vacina. Segundo ele, a imunização pode se tornar obrigatória para que o cidadão participe de concursos públicos, por exemplo.

De acordo com o secretário, haverá uma reunião com todos os municípios capixabas para que sejam realizados os envios das coletas de exames para a Covid-19 diretamente para os laboratórios credenciados, na Grande Vitória e no interior. Segundo ele, com o aumento da testagem, haverá a observação de um aumento no número de casos. O secretário ainda afirmou que houve, em dezembro, a consolidação de um número de óbitos maior do que o primeiro pico da doença, ocorrido em julho deste ano. Nésio Fernandes também informou que, na manhã desta sexta-feira, o estado possui mais de 150 leitos de UTI liberados.

Reblin afirmou que, atualmente, há uma testagem média de dois mil testes por dia, sendo que a meta do estado é ampliar essa coleta diária para quatro mil, podendo ser realizada, ainda, a testagem intradomiciliar. Ele ainda destacou a importância de manter o isolamento social em caso de apresentação de qualquer sintoma.

Reblin reforçou o pedido de que as mortes não sejam naturalizadas, insistindo no fato de que a população continue usando máscaras e que seja feito o distanciamento social.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

2021_09_20-qualificar-es-galeria-Kainan-Juliana-e-tyago.JPG

Programa Qualificar ES realiza cerimônia de formatura em Guarapari

Praça Trajano (3)

Morador lamenta abandono da Praça Trajano Lino Gonçalves em Guarapari

Anúncio

Anúncio

projeto-escola-rural-2021-09-21-1

Escola Rural de Guarapari trabalha impacto da Educação Física para outras matérias e para a vida

Trabalho envolve professores de diversas matérias e incentiva inclusão e disciplina

ondas

Previsão de ondas de até 5 metros e ventos que podem chegar a 75 km/h no ES

Anúncio

vacina pfizer crianças

ES espera aval da Anvisa para vacinar crianças a partir de 3 anos contra Covid-19

O secretário de Saúde afirmou que a expectativa do governo é que a Sinovac e a Pfizer apresentem a documentação necessária para liberação da vacinação desse público até dezembro

vacinação adolecente

Guarapari vacinará adolescentes a partir dos 12 anos; o agendamento acontece hoje (21)

Anúncio