Anúncio

Vamos falar sobre doação de órgãos?

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 18 de maio de 2019 às 15:29
Atualizado em 18 de maio de 2019 às 15:33
Anúncio

Por Tais C. Alves (*) Advogada – OAB/ES 29.237

Imagem ilustrativa

O Brasil é referência mundial na área de transplantes, possuindo o maior sistema público de transplante do mundo, ainda assim, as filas de espera por um órgão são gigantescas, e um dos fatores é o desconhecimento da população acerca de um assunto tão importante e vital para algumas pessoas.

Você sabia que existe uma lei que regulamenta a doação de órgãos? É a lei nº 9.434/97, que dispõe sobre as permissões e proibições para a doação de órgãos, e que tipifica como crime a venda, sendo permitido apenas a DOAÇÃO, tanto em vida como pós mortem. Em vida, qualquer pessoa maior e capaz, gozando de boa saúde pode doar, sendo autorizado a doação para cônjuge ou parentes até 4º grau. Para pessoas com grau de parentesco mais distante ou sem relação consanguínea, as doações devem ser feitas com autorização judicial. Os órgãos que podem ser doados em vida são: parte de um dos pulmões, do fígado, um dos rins, assim como os ossos, medula óssea, cordão umbilical, sangue e esperma.

Já após a morte, pela Legislação Brasileira, só é permitida a doação com autorização expressa da família, por isso é fundamental que o doador manifeste em vida para seus familiares o desejo de doar, pois após o óbito, são eles que darão a permissão, respeitando o desejo do falecido. A previsão legal veio para conceder segurança aos envolvidos, tanto para doador quanto para receptor. Há também a possibilidade da vontade do doador expressamente registrada ser aceita, nesse caso, é necessário que haja uma decisão judicial autorizando a doação pós mortem.

É importante destacar que não é qualquer tipo de morte que permite a doação, é necessário que seja diagnosticado morte encefálica, constatada por 2 médicos, após a avaliação, será definido quais os órgãos ou tecidos estão viáveis para transplante. Os órgãos doados são destinados a pacientes que integram uma fila única, controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes.

Sua doação pode salvar vidas. Espalhe amor. Doe Órgãos.

(*) Tais C. Alves

Advogada Pós-Graduanda em Direito Médico

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

supermercado_0_0-550x366

Morador de Guarapari cria plataforma para consulta de supermercados

A ideia surgiu durante a pandemia com a intenção de ajudar as pessoas na consulta de preços e produtos sem sair de casa

Foto: Arquivo/Folha

Alerta de chuvas intensas e vento forte para fim de semana em Guarapari

O alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) abrange todos os municípios do Espírito Santo

Anúncio
Anúncio
motoclube5

Mulheres Motociclistas de Guarapari organizam motociata em prol de crianças com câncer

A ação é de conscientização da doença e arrecadação de gelatinas para os pequenos

imagem 2

Operação Sentinela: PM de Guarapari detém suspeitos e apreende drogas

Anúncio
Foto: Reprodução

Com mais um óbito registrado, Guarapari se aproxima das 130 mortes por Covid-19

O município contabilizou mais 54 pacientes infectados, totalizando 3.959 casos confirmados

44EE90C3-DE61-498C-B9DA-9FE9DBAB179E

Mulher é atropelada em faixa de pedestre de Guarapari

Anúncio