Anúncio

Veículos que ocupavam entorno da Polícia Civil em Guarapari começam a ser despachados

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 11 de outubro de 2018 às 18:37
Atualizado em 11 de outubro de 2018 às 18:37
Anúncio

Seis carros já foram encaminhados para Vitória.

A medida foi assinada em julho em um Ato Normativo. Foto: Reprodução/Foto Leitor

Hoje (11), começou a ser posto em prática o processo que propunha o esvaziamento das ruas no entorno da delegacia de Polícia Civil que continham carros e sucatas apreendidos em Guarapari. Segundo um investigador da polícia civil, na primeira etapa, os carros e sucatas foram catalogados e identificados junto à base de índice nacional do Detran. Feito isso, foi enviada para o juiz uma lista com os veículos que foram reconhecidos em processos, para que fossem despachados para leilão.

Segundo o investigador, os carros estão sendo encaminhados para um pátio contratado pelo Governo, em Vitória. Ele afirma que os veículos serão despachados de acordo com a disponibilidade do local. “Hoje já saíram seis veículos para lá. Antes eles iam para um pátio da polícia civil na Serra, mas já está lotado”.

A superlotação de carros no entorno da Polícia Civil é um problema que incomoda os moradores de Guarapari há muito tempo. Seja pelo fato de atrair vândalos e bandidos para o local ou por possibilitar a proliferação de mosquitos que transmitem doenças como a dengue. Os carros abarrotados nas ruas ao redor da delegacia geram diversos transtornos.

Os veículos apreendidos ficam ao redor da Polícia Civil e geram diversos transtornos para os moradores. Foto: Reprodução/Foto leitor

O delegado Marcos Nery, que em breve será transferido para o município de Anchieta, disse que o despacho dos carros será feito rapidamente. “Semana que vem irão terminar todos. Antes de ir vou coordenar a retirada de todos os veículos”, disse.

Em tempo

A medida foi regulamentada em julho em um Ato Normativo assinado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJES), o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) e a Polícia Civil do Espírito Santo (PC-ES), e tinha o objetivo de regulamentar a aplicação dos procedimentos para leilão de veículos apreendidos, segundo o Código de Trânsito Brasileiro.

Texto: Sara de Oliveira

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

cães_abandonados

Doações de livros ajudam animais de rua em Guarapari

O perfil “Desapego de Patas” vende os livros doados e todo o dinheiro é repassado para o projeto Ajuda Pet

nicole apa

Moradora de Guarapari cria grupo de compras para que consumidores consigam descontos

Nicole Mattar criou o “Nosso Grupo de Compras” com o objetivo de reunir consumidores e negociar descontos em compras coletivas

Anúncio
Anúncio
Foto-Antonio-Ribeiro-550x413-1

Melhorei tanto minha saúde que decidi me mudar para Guarapari

Foto: Reprodução

Com 3.357 casos da Covid-19 confirmados, Guarapari tem 121 sob investigação

Anúncio
Imagem artigo

Artigo: O uso indevido da Lei Maria da Penha

E o reflexo prejudicial às mulheres que de fato precisam da proteção legal

Foto: Reprodução

Grupo de doadores de sangue de Guarapari convoca voluntários para ação

O Projeto Esther-Doe Sangue Salve Vidas realiza doação pelo menos duas vezes por mês com transporte gratuito para os voluntários

Anúncio