Anúncio

Vereadores de Guarapari aprovam projeto que cria cargos na prefeitura com salários de R$ 3,5 mil

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 28 de março de 2017 às 18:31
Atualizado em 28 de março de 2017 às 18:31

Anúncio

Nas duas sessões realizadas na tarde de hoje na Câmara de Vereadores de Guarapari, foram votados diversos requerimentos dos vereadores e três Projetos de  Leis, entre eles, um que cria três novos cargos na administração municipal e um que estende para os funcionários comissionados da Câmara o vale refeição de R$ 200.

Na sessão extraordinária que começou às 13 horas, os vereadores apreciaram quatro matérias, a cria três cargos novos em secretarias do município, com salários que variam entre R$ 2,5 mil e R$ 3,5 mil por mês. O projeto criou certa polêmica na sessão e os vereadores Dito, Denizart e Gilmar foram contra, mas os outros 11 vereadores presentes votaram à favor e a Lei foi aprovada.

“Eu estive pessoalmente nestas secretarias onde os cargos serão criados e pude constatar que não há necessidade para eles. A administração diz que cortou os R$ 100 mil de ajuda para a Creche Alegria por causa da crise, mas cria cargos que vão gerar um gasto de mais de R$ 150 mil por ano aos cofres públicos. E isso para que? Para pagar promessa de campanha para seus aliados?”, disse o vereador Denizart na tribuna da Câmara.

Já o líder do governo na Câmara, vereador Clebinho Brambati, defendeu a proposta da prefeitura: “No começo do ano o prefeito acabou com um monte de cargo e começou a reestruturar a administração. Estes cargos, eu não me importo quem vai ocupar desde que seja com pessoas competentes. Eu sou favorável a esta matéria”, declarou.

Vereadores aprovaram projeto da prefeitura que cria três cargos comissionados. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Vereadores aprovaram projeto da prefeitura que cria três cargos comissionados. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Dois projetos apresentados pelo vereador Dito Xaréu foram rejeitados. Um deles dava para os funcionários comissionados da Câmara, inclusive para os assessores parlamentares, o vale alimentação no valor de R$ 200,00. Este projeto foi rejeitado pela maioria dos vereadores.

A presidência da Câmara esclareceu que os funcionários comissionados da Casa cumprem jornada diária de seis horas, não sendo necessário o auxílio alimentação. Outra justificativa para ser contra o projeto é o fato que aumentaria as despesas anuais em quase R$ 1 milhão.

O outro projeto que gerou polêmica, também do vereador versava sobre o teto máximo para o salário dos vereadores. Atualmente a Lei Orgânica prevê que o vereador de Guarapari pode receber até 75% do salário de um Deputado Estadual. A proposta de Dito reduziria este teto para 50%. Mas o projeto não chegou a ser votado pois era necessário ter a assinatura de seis vereadores, mas apenas cinco assinaram.

Votaram a favor da criação dos novos cargos os vereadores Clébio Branbati (PTB), Ênis Gordinho (PEN), Fernanda Mazzelli (PSD), Camila Rocha (DEM), Lennon Monjardim (PTN), Grijó (PDT), Oziel de Souza (PSC), Paulina Aleixo (PP), Rosângela Loyola (PDT), Alexander Bigossi (PDT) e Thiago Paterlini (PMDB).

Os vereadores que votaram contra o projeto foram Dito Xaréu (SDD), Denizart Luiz (PSDB) e Gilmar Pinheiro (PSDB).

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

onibus-28-10-2019.mov-snapshot-00.10-2019.10.28-09.17.03-

Passageiros da Viação Alvorada reclamam de atrasos frequentes em linhas sem trocador

geada ES1

Aviso meteorológico prevê sensação térmica abaixo de 0 °C e formação de geada no ES

Anúncio

Anúncio

Julio-Joaquim-folhaonline-27-e-29Jul-2

Edital de Citação – Imóvel Usucapiendo

Casagrande clima

Casagrande e mais seis governadores se reúnem com enviado dos EUA para o clima

Anúncio

renato_entrevista

Entrevista: vereador busca alinhar Anchieta aos objetivos globais de desenvolvimento sustentável

Confira a entrevista exclusiva do jornal FolhaOnline.es com o vereador Renato Lorencini

detonacao_rocha_guarapari-2020-03-24

Detonação de rocha vai interditar BR-101 entre Guarapari e Anchieta

Anúncio