Anúncio

A solidariedade no velho continente

Por Livia Rangel

Publicado em 7 de abril de 2015 às 12:20
Atualizado em 7 de abril de 2015 às 12:20
Anúncio

A solidariedade e a vontade de ajudar alguém não estão associadas apenas em ações destinadas aos menos favorecidos, mas em todos os momentos do nosso dia. Aqui em Dublin, na Irlanda, estou aprendendo isso na prática. Já no primeiro dia no país, vi que a cultura é bem diferente da que aprendi no Brasil.

Mesmo com as dificuldades relacionadas ao idioma, todos, sem exceção, estão dispostos a ajudar e fazer o que for necessário para te entender e se fazer entender. Tudo bem que a Irlanda é um dos lugares que mais recebem intercambistas no mundo. Mas para ser sincera, não sei se o Brasil estaria disposto a ter o mesmo comportamento.

O que me deixa mais esperançosa é que com a grande quantidade de brasileiros que vivem na Ilha Esmeralda (10% dos imigrantes, sendo que atualmente o país tem mais de 39 mil intercambistas), talvez sejam os que estejam aqui que farão a diferença ao retornarem para o nosso país.

Mas como nem tudo são flores, aqui também tem muitos pedintes pela rua. Em todos os lugares é possível encontrá-los. A diferença é que as pessoas estão dispostas a ajudar. Agora a cultura de dar dinheiro ou não, fica a critério de cada um de acordo com seus princípios e prioridades.

Além das pessoas, no modo geral, serem prestativas e dispostas a ajudar, por aqui também é comum a prática do trabalho voluntário. Alguns estudantes o procuram como uma forma de se habituar ao inglês, até que consigam um trabalho remunerado.

O tema é bem comum também entre os nativos. Muitos profissionais dedicam parte do seu tempo livre buscando melhorias para a população e também para os seus colegas de trabalho. Além das horas remuneradas, muitos deles, estendem seu horário sem ganhar nenhum centavo a mais para trazer melhorias para a sociedade ou para melhorar o nível de eficiência do seu trabalho. Difícil imaginar isso por aí, até porque, muitos defendem a cultura de apenas cumprir horário e não a de mergulhar de cabeça e trazer melhorias.

O que fica para nós brasileiros? O exemplo de um lugar que está bem à frente de nós no quesito solidariedade, e o estímulo para buscar a cada dia, sermos melhores como ser humano, como cidadão e também como profissionais!

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Guarapari registra mais 7 óbitos e totaliza 61 mortes pela Covid-19

Município contabiliza 1296 casos confirmados; 1011 estão curados

PSB Podemos

Eleições 2020: Consolidada aliança entre PSB e Podemos para as disputas em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Samarco-1-1024x683

Samarco reforça expectativa de retomar atividades até o fim deste ano em Anchieta

Durante encontro virtual, o gerente-geral de Operações da empresa abordou a preparação da Samarco para reiniciar atividades

PCmaconha1

PC apreende pés de maconha plantados no quintal de uma casa em Guarapari

Anúncio
fogos

Lei que proíbe fogos de artifícios sonoros em Guarapari é aprovada

O Projeto de Lei é de autoria do vereador Grijó e foi aprovado pela Câmara Municipal

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES apresenta pesquisas contratadas para combate à Covid-19

Foram destinados R$ 3 milhões para o apoio a projetos de pesquisa científica e de inovação

Anúncio