Anúncio

AmoCentro quer Feinartg fora do Radium Hotel

Por Glenda Machado

Publicado em 1 de setembro de 2016 às 17:16
Atualizado em 1 de setembro de 2016 às 18:54
Anúncio

Moradores entraram com ação civil pública e prefeitura tem 72h para se manifestar

feira 4 feira 2 Após o abaixo-assinado feito no ano passado pelos comerciantes do Centro pedindo que a Feira Interestadual de Negócios e Artesanato de Guarapari (Feinartg) não fosse mais realizada no Radium Hotel, agora foi a vez dos moradores do bairro solicitar na justiça que o evento seja feito em outro local. Segundo a Associação dos Moradores do Centro (AmoCentro), todo o trabalho de manutenção feito ao longo do ano é perdido nos 20 dias de feira além de criar uma concorrência desleal à Feira Hippie. Os 22 cursos oferecidos no local com mensalidades simbólicas e até gratuitos também são interrompidos por conta da instalação da Feinartg.

“Não somos contra a feira em Guarapari. Só não concordamos que seja feita no Radium Hotel. O decreto que regulamenta a feira autoriza a realização na Praça Ciríaco Ramalhete. Não se pode fechar a frente de um patrimônio histórico cultural. A feira não deixa nada de bom, só quebra as calçadas, destrói a grama, danifica o telhado, sem falar da sujeira. No final, não reparam nada e levam o nosso dinheiro. Porque quando a feirinha que fica ali o ano todo poderia ganhar alguma coisa, acaba concorrendo com artesãos de todo o estado. E pela lei municipal não pode ter feira por mais de 15 dias”, desabafa o presidente da AmoCentro, Themistocles Neto.

A ação civil pública foi impetrada no dia 16 de agosto pedindo uma liminar que proíba a realização da feira no Radium Hotel. Ontem, no despacho do juiz, ele deu um prazo de 72 horas para a prefeitura se manifestar. O Folha da Cidade entrou em contato com a administração municipal que informou por meio da assessoria de comunicação que só vai se manifestar depois de ser notificada. O secretário Municipal de Cultura, Adriani Serpa, apenas explicou que a prefeitura é detentora da cessão do Radium Hotel, que é patrimônio do Governo do Estado. E que a Feinartg é um projeto do Governo do Estado.

No ano passado, a prefeitura chegou a firmar um termo de compromisso com a Federação dos Artesãos. A entidade teria que reparar todos os danos causados pela feira com relatório fotográfico do antes e depois supervisionado pela Secretaria Municipal de Fiscalização. Mas a AmoCentro garante que não fizeram nada. “Por isso, decidimos entrar na Justiça. É um absurdo, precisamos consolidar o nosso centro cultural no Radium Hotel”, disse Neto. Segundo ele, o projeto está na Secretaria de Estado de Cultura. “A Feira Hippie, por exemplo, iria para o segundo andar do Radium Hotel. Serão 48 stands. E aqui fora teríamos um campo de bocha”. A Federação dos Artesãos preferiu não se manifestar.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari contabiliza 13 novos casos e mais 2 curados

O município totalizou, hoje (13), 1.337 casos confirmados, desses, 1.017 estão curados

Foto: Divulgação

Trecho da BR 262 no ES será totalmente interditado a partir desta segunda-feira

Segundo DNIT, usuários da via poderão realizar o desvio no município de Alfredo Chaves, desde que em veículos leves

Anúncio
Anúncio
elias gobbi

Aos 87 anos, morador de Guarapari vence o coronavírus

Após 30 dias internado, Elias Gobbi recebeu alta e pôde retornar para casa

ação polícia

Drogas e arma de pressão adulterada são localizadas em Guarapari

Anúncio
homenagem3

Grupos de Guarapari homenageiam mortos pela Covid-19 no município

Os coletivos Guarapari Democracia e Liberdade, Mulheres que Lutam e Sinestesia se uniram e prestaram homenagem as 64 pessoas que morreram pela doença na cidade

supermercado_0_0-550x366

Vigilância Sanitária realiza ação de fiscalização em supermercados de Guarapari

Anúncio