Anúncio

Após denúncia anônima suspeito de criar laboratório de drogas é preso em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 13 de janeiro de 2021 às 10:15
Atualizado em 14 de janeiro de 2021 às 10:16

Anúncio

Fotos: PC/ES.

Um suspeito de 32 anos foi detido, em flagrante, na segunda-feira (11), no bairro Santa Mônica, em Guarapari, durante uma operação da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) do município. O suspeito foi detido após uma denúncia anônima realizada por meio da ferramenta Disque-Denúncia 181.

Segundo o titular da Denarc, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, o suspeito foi detido no momento em que saia da residência para realizar a entrega dos entorpecentes.

“Ele vende há aproximadamente dois anos maconha e haxixe para consumidores finais da cidade de Guarapari e, mais recentemente, começou a produzir em domicílio drogas de alto teor de concentração, com as quais ele ainda não sabia exatamente o que faria. Seriam drogas de maior valor, mais caras, mas não sabia como e quando vender essas drogas”, explicou o titular da Denarc.

De acordo com a autoridade policial, o suspeito afirmou ser usuário de maconha desde os 17 anos de idade e, depois de perder o emprego há cerca de dois anos, resolveu se dedicar à venda da droga para se sustentar. O laboratório do suspeito era altamente tecnológico e dispunha de equipamentos para promover o melhor cultivo para as plantas.

“Ele tem um conhecimento bastante profundo e empregava recursos muito sofisticados. Ele possuía, por exemplo, medidores de eletrocondutividade de acidez da água, com os quais ele avaliava o teor de nutrientes presente na água com a qual ele irrigava a maconha. Tinha recursos para correção do pH da água, de modo a sempre fornecer às plantas a água com um grau de acidez ideal ao cultivo. Ele usava estufas muito sofisticadas, espelhadas, que maximizavam e estabilizavam o fornecimento de luz às plantas que ele produzia, de modo a elevar o teor do princípio ativo que elas continham”, relatou o delegado Guilherme Eugênio.

Durante a ação realizada, na tarde de segunda-feira, na residência alugada pelo suspeito, foi apreendido cinco tabletes de maconha lacrados, 13 pés de maconha, 18 buchas de maconha, sete buchas de haxixe, dois tabletes grandes de haxixe, três balanças de precisão, ar-condicionado portátil, medidor de ph, prensa hidráulica, caderno com anotações do tráfico

“Notamos que para produção de drogas eles usam imóveis locados porque uma vez que imóveis próprios poderiam ser perdidos em favor do fundo nacional de combate às drogas. Uma forma de minimizar o prejuízo desses traficantes, uma vez que ele vai perder o equipamento, perder o cargo, mas a casa não vai servir para reembolso do Estado, porque não pertence de fato a eles”, explicou o delegado.

O suspeito afirmou agir sozinho, mas nenhuma possibilidade é descartada pela Polícia. “Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu delegado Eugênio.

O suspeito foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Guarapari.

Texto: Olga Samara

*Com informações: PC/ES.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

2021_09_20-qualificar-es-galeria-Kainan-Juliana-e-tyago.JPG

Programa Qualificar ES realiza cerimônia de formatura em Guarapari

Praça Trajano (3)

Morador lamenta abandono da Praça Trajano Lino Gonçalves em Guarapari

Anúncio

Anúncio

projeto-escola-rural-2021-09-21-1

Escola Rural de Guarapari trabalha impacto da Educação Física para outras matérias e para a vida

Trabalho envolve professores de diversas matérias e incentiva inclusão e disciplina

ondas

Previsão de ondas de até 5 metros e ventos que podem chegar a 75 km/h no ES

Anúncio

vacina pfizer crianças

ES espera aval da Anvisa para vacinar crianças a partir de 3 anos contra Covid-19

O secretário de Saúde afirmou que a expectativa do governo é que a Sinovac e a Pfizer apresentem a documentação necessária para liberação da vacinação desse público até dezembro

vacinação adolecente

Guarapari vacinará adolescentes a partir dos 12 anos; o agendamento acontece hoje (21)

Anúncio