Anúncio

Artigo: o marketing digital é a salvação da jovem advocacia?

Publicado em 22 de maio de 2021 às 15:00
Atualizado em 24 de maio de 2021 às 11:27

Anúncio

*Por Dr. Baltazar Moreira Bittencourt – OAB/ES 26.680

Há uma fervorosa discussão sobre o uso das redes sociais pela advocacia, que está, inclusive, em pauta no Conselho Federal da OAB, especialmente no que tange ao patrocínio de publicações nas redes sociais.

A maioria das seccionais, por meio de seus Tribunais de Ética, entendem que a prática de pagar para que uma publicação atinja um número maior de pessoas, e que não te seguem, se caracteriza como procedimento de mercantilização e atinge público indeterminado, o que não seria permitido no meio da advocacia.

No entanto, em que pese tal interpretação ser válida e estar em consonância com os preceitos das normativas éticas, alguns pontos ainda merecem debate.

Primeiramente, acredito que o conceito de “mercantilização” é subjetivo demais para servir como óbice ao patrocínio de publicações, em evidente prejuízo à segurança jurídica das normas éticas.

Em segundo lugar, o algoritmo das redes sociais faz com que os indivíduos atingidos pelas publicações patrocinadas sejam aqueles que já interagiram ou se interessaram pelo tema na internet, tornando o público determinável.

Na verdade, o que eu acredito ser o grande ponto da questão é saber se tal mecanismo é eficiente ou não para se conquistar, de forma sóbria, bons clientes.

Importante lembrar que, com uma eventual liberação dessa prática, a demanda irá aumentar e os valores podem se tornar inacessíveis para quem está em início de carreira.

Além disso, deve ser considerado que grandes escritórios possuem condições de destinar boas quantias e mão de obra para produção de conteúdo na internet, o que certamente trará um desequilíbrio em detrimento da jovem advocacia.

Acredito, contudo, que o meio digital possui, e sempre possuirá seu espaço, mas é importante que a jovem advocacia foque no trabalho duro e utilize das redes sociais como forma subsidiária de construção de autoridade com a produção de um conteúdo de qualidade. Competência, dedicação e paciência ainda são as melhores técnicas para impulsionar sua carreira.

*Dr. Baltazar Moreira Bittencourt – OAB/ES 26.680, Advogado, Mestrando em Ciências Jurídicas.

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

coronavac-instituto-butantan

Guarapari abre novo agendamento de segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

Anúncio

Anúncio

temporada_de_inverno-es-2021-06-24

Governo do Estado entrega site sobre turismo capixaba, oficinas e novo circuito turístico

Setur lançou um conjunto de oficinas para o setor de turismo

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Anúncio

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

Anúncio