Anúncio

Delegado e investigador de Guarapari são acusados por abuso de poder

Por Gabriely Santana

Publicado em 4 de outubro de 2016 às 21:59
Atualizado em 5 de outubro de 2016 às 12:17
Anúncio

Um delegado e um investigador da Polícia Civil são acusados de impedirem o contato de advogados com seus clientes no DPJ de Guarapari. Na ocasião a OAB foi acionada e o presidente da subseção do município, Jedson Marchesi Maioli, esteve no local.

Advogados levam uma representação ao Ministério Público. Foto: OAB-ES

Segundo Jedson, ao chegar no DPJ se dirigiu à sala do delegado que simplesmente fechou a porta da sala, negando atendimento pois “estava trabalhando”. “Isso se chama abuso de poder. As violações à prerrogativas dos advogados e a direitos e garantias constitucionais dos detentos são violados no DPJ de Guarapari constantemente. É uma situação bem complicada”, disse o presidente da OAB no município.

Para que outras situações como essas não aconteçam novamente, foi protocolizada uma representação no Ministério Público por violação de prerrogativas contra advogados, incluindo-se o Presidente da Subseção se Guarapari. Até por isso, a OAB, na pessoa do Presidente Homero Mafra, se fez presente para protocolizar a representação, que também foi apresentada perante a Corregedoria.

Foi relatado ainda que a imprensa obteve acesso aos detidos antes dos advogados e que foi solicitado que todos deixassem a recepção do DPJ. Neste momento, um investigador determinou que o presidente da 4ª Subseção da OAB-ES, Jedson Maioli, deixasse o DPJ, uma vez que estava causando “tumulto”. O mesmo investigador passou a intimar e empurrar o representante da Ordem para fora do local e buscou apoio de outros policiais, mas não obteve sucesso.

A atitude configura violação dos deveres funcionais previstos na Lei Complementar n° 046/1994 e das prerrogativas dos advogados. Negar acesso dos advogados aos clientes representa violação dos direitos fundamentais dos detidos, como consta na Constituição Federal.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Casagrandecoletiva

Coronavírus: Governo do ES anuncia novo Mapa de Gestão de Risco

12 municípios capixabas estão enquadrados no Risco Alto; Mapa valerá da próxima segunda-feira (01) até o dia 07 de junho

Foto: Reprodução

Artigo: Coronavírus – O fim das atividades empresariais e a extinção dos contratos de trabalho

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Prefeitura de Anchieta isola praias para enfrentar o avanço da Covid-19

O Município expediu ontem (29) dois novos decretos tratando de medidas de prevenção ao avanço do novo coronavírus (Covid-19)

prefeitura

Guarapari: Prefeitura propõe novo piso salarial para agentes de saúde e de combate a endemias

Para explicar o projeto, ontem (29), as Secretarias de Saúde (Semsa) e de Administração (Semad), realizaram um reunião com alguns representantes das categorias

office-1574717_1280-1-1024x700

Novo documento reúne medidas econômicas para enfrentamento à Covid-19 no ES

sala de aula1

Escolas e faculdades permanecem fechadas no Espírito Santo até o final de junho

Novo decreto será publicado em edição extra do Diário Oficial, neste sábado. Cinemas e teatros também seguem fechados e shows suspensos