Anúncio

Estudantes de Direito visitam presídios capixabas

Por Natália Zandomingo

Publicado em 30 de junho de 2016 às 16:58
Atualizado em 30 de junho de 2016 às 17:12

Anúncio

Estácio - visata ao presídio

ESTUDANTES visitam unidade prisional.

O sistema prisional costuma ser um espaço conhecido pela maioria das pessoas somente por meio de notícias veiculadas na mídia. Para quem pretende atuar na área de Direito, ver de perto como funciona o dia a dia dessas unidades é uma experiência fundamental. Com o objetivo de apresentar essa realidade aos seus alunos deste curso, a Faculdade Estácio promove há dois anos um projeto de visita técnica aos presídios capixabas. Semestralmente, por meio de uma parceria com a Secretária de Estado de Justiça, cerca de 125 estudantes são levados às unidades prisionais.

Segundo a coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Trabalho de Curso da Estácio, professora Sátina Priscila Pimenta Mello, o objetivo deste trabalho é proporcionar ao aluno uma visão mais humanizada do sistema prisional e mostrar como é o funcionamento das unidades. Já foram visitadas a Penitenciária Feminina de Cariacica, o Presídio Semiaberto de Viana, a Penitenciária de Vila Velha e o Presídio de Segurança de Viana.

Nas unidades, os estudantes conhecem os pátios de banho de sol, galerias, galpão de trabalho, setores administrativos, salas de aula, alojamentos materno-infantil, enfermaria, biblioteca e até mesmo as celas. “Essa é uma oportunidade de refletir e criar uma nova visão do sistema, desmistificando o conceito que eles tinham anteriormente. Analisamos que no Brasil há ambientes de cárcere diferentes dos visitados e aproveitamos para pensar sobre que ações são responsáveis por essa diversificação, se seria a administração, a estrutura ou a governabilidade, por exemplo”, ressalta Sátina.

O estudante do quarto período, Patrick Domiciano, já participou de duas visitas e contou ter se surpreendido com o que viu. “Achei interessante a organização das unidades, ver os presos trabalhando e ouvir as explicações de como funciona a rotina no local. Acho fundamental ver essa realidade na prática e ter experiências deste tipo, fora da sala de aula”.

Satina acrescenta que, a partir das visitas, surgiu a ideia de realizar uma pesquisa institucional, produzida por ela em parceria com a professora Fabiana Franco, do curso de Comunicação Social. O objetivo é analisar as percepções dos alunos quanto ao ambiente carcerário, os sujeitos que o compõe e, ainda, a influência dessas percepções pela mídia. No total, em um período de um ano, serão aplicados 300 questionários com os estudantes.

Fonte: Faculdade Estácio.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

?

Anchieta promove 1º Mostra Cultural Aldir Blanc com apresentações on-line

temporada_de_inverno-es-2021-06-24

Governo do Estado entrega site sobre turismo capixaba, oficinas e novo circuito turístico

Setur lançou um conjunto de oficinas para o setor de turismo

Anúncio

Anúncio

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

Anúncio

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

procurados-2021-06-23

Polícia Militar divulga 5 criminosos de Guarapari procurados pela Justiça

Caso tenha informações, população pode ajudar a polícia através do Disque-Denúncia (181)

Anúncio