Anúncio

Ex-atleta Laís Souza faz voo de parapente em Alfredo Chaves

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 23 de janeiro de 2018 às 12:30
Atualizado em 23 de janeiro de 2018 às 11:55
Anúncio

por Aline Couto

Laís Souza sempre foi ligada aos esportes, seja entre as piruetas e saltos na ginástica artística onde praticou na infância e boa parte da juventude, ou nas manobras no ar e aterrissando na neve no esqui aéreo. Mas ela viu sua vida mudar drasticamente em 27 de janeiro de 2014, quando sofreu um acidente nos Estados Unidos, onde ficou seis meses, durante um treino de esqui aéreo para a Olimpíada de Inverno de Sochi, na Rússia.

Laís Souza com o instrutor Rodolpho Cavalini na preparação para o voo. Foto: Divulgação.

A ex-atleta perdeu todos os movimentos do pescoço para baixo por conta de uma lesão na coluna cervical C3. E, apesar das poucas certezas que a medicina traz para o seu caso, ela se mantém firme na esperança de voltar a se mexer. “Não quero me adaptar à cadeira de rodas de jeito nenhum. Quero fazer o contrário: sair dela.”

A adaptação de Laís à nova vida começou ainda quando acordou no hospital com a notícia de que dificilmente conseguiria respirar sozinha novamente. Ela teve que reaprender a fazer isso, assim como a falar, depois de ter passado meses em silêncio. A ex-ginasta já conseguiu ficar sentada no chão com o apoio das próprias mãos e ficar em pé com o auxílio de um equipamento.

E Laís não para, em recente visita a cidade de Alfredo Chaves, Espírito Santo, foi convidada por Rodolpho Cavalini, instrutor TakeOFF Paragliding, Escola de Voo, da Federação Aeronáutica Internacional e Confederação Brasileira de Voo Livre, para fazer uma panorâmica pelo céu da cidade e conhecer suas belezas. “Estava de férias na casa de uma amiga, Carol Grassi, pela primeira vez em Alfredo Chaves, e o primo dela, Rodolpho, veio me conhecer e ofereceu esse passeio. Claro que topei na hora”.

“Foram dois dias atento aos detalhes, planejamento, simulações e análise das condições climáticas. Graças ao trabalho da equipe, o voo da Laís transcorreu da melhor forma possível e ela pode sentir a sensação de voar livre com os pássaros por mais de 40 minutos bem pertinho das nuvens e curtindo um visual alucinante das montanhas e das praias mais lindas do nosso Estado”, comemora o instrutor Rodolpho.

Laís Souza com o instrutor Rodolpho Cavalini na preparação para o voo. Foto: Divulgação.

No dia 14 de janeiro o voo duplo de parapente aconteceu, e apesar da ansiedade da ex-atleta, seu primeiro vôo foi um sucesso. “Estava acostumada com as acrobacias no chão, é a primeira vez que voo e foi muito gostoso, uma sensação de liberdade, como se eu tivesse um poder”, finaliza Laís.

Laís Souza mostra mais uma vez que através da dedicação e força de vontade, se pode ir muito mais além! Vamos voar!

 

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

biometria

TSE decide retirar biometria das eleições 2020 por causa da pandemia

Decisão foi tomada com base em recomendação de infectologistas, já que o leitor de digital não pode ser higienizado frequentemente

pmdrogas1

PM apreende grande quantidade de drogas e armas de fogo em Guarapari

Anúncio
Anúncio
tartaruga2

Tartaruga de aproximadamente 100kg é encontra morta na Praia de Guaibura em Guarapari

Uma moradora da região encontrou o animal nesta manhã (15) na areia da praia

108319221_agencia-brasil_carteiradetrabalho

Sine Anchieta divulga mais de 40 vagas; 32 com atuação na área da Samarco

Dentre as vagas de emprego anunciadas, há oportunidades para moradores de Anchieta, Guarapari, Piúma, Iconha e Alfredo Chaves

Anúncio
Imagem Ilustrativa | Foto: Reprodução

Casas espíritas do ES oferecem amparo emocional durante pandemia

O atendimento fraterno é disponibilizado todos os dias da semana, das 08h às 22h, através do telefone (27) 3300-5000

Foto: Reprodução

Mais 4 óbitos e 25 novos casos da Covid-19 em Guarapari

Ao todo, o município registra, hoje (14), 1.362 casos confirmados e 68 óbitos

Anúncio