Anúncio

Homem que se passava por juiz e policial é preso em Guarapari

O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e falsificação de documento público

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 19 de novembro de 2020 às 16:50
Atualizado em 21 de novembro de 2020 às 15:08

Anúncio

Um ex-inspetor penitenciário de 44 anos foi detido em flagrante, na última quarta-feira (18), no bairro Village do Sol, em Guarapari, após uma denúncia anônima. O homem era conhecido na região por se passar por juiz de direito, e em outros momentos, por policial. 

A prisão aconteceu em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), ambas de Guarapari.

Foto: Divulgação Sesp

Segundo o titular da Denarc, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, o suspeito se passava ora por policial, ora por juiz . “O detido foi apontado por meio do disque-denúncia como autor de homicídios, razão pela qual foi proposta ao DHPP a realização de uma ação conjunta para prendê-lo”, explicou.

Durante a ação, na residência do suspeito foram apreendidos um revólver calibre .38, diversas munições desse mesmo calibre e um simulacro metálico de uma pistola Taurus 24/7.

“Chamado a se identificar, o suspeito apresentou documentos falsos nos quais se identificava como “juiz de fato e de direito”, e ainda, um registro de arma de fogo que, posteriormente, revelou-se falso”, relatou o delegado Guilherme Eugênio.

A arma apreendida foi encaminhada para o Departamento de Criminalística – Balística, para verificar se tem relação com eventuais homicídios. 

O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e falsificação de documento público, em seguida foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. 

Também de acordo com a autoridade policial, ainda não é possível quantificar a quantidade de vítimas que este suspeito fez e há quanto tempo agia. As investigações continuam. “Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu.

*Com informações do Folha Vitória.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

carteiras_aulas_escolas_guarapari_educação

Escolas Municipais de Guarapari retomam aulas presenciais na segunda-feira (01)

Retorno será gradual, por revezamento e em etapas, sempre condicionado à classificação do município no Mapa de Risco do Governo do Estado

corona

223 mortos e quase 9.200 contaminados pela Covid-19 em Guarapari

Anúncio

Anúncio

br-eco-101

Trecho da BR-101 entre Guarapari e Anchieta tem nova interdição para detonação de rocha

Durante a ação, o trecho seguirá totalmente bloqueado por cerca de uma hora em ambos sentidos

familia_agata_cardoso

Família de Guarapari realiza rifa para custear tratamento da jovem Ágata Cardoso

Para dar seguimento ao tratamento, Ágata precisa realizar um exame que custa R$4.500

Anúncio

assalto igreja6

Paróquia Nossa Senhora da Conceição é assaltada em Guarapari

Garota é condenada por criar grupo de ofensas no WhatsApp

Wi-fi gratuito em diversos pontos da cidade promove o acesso à internet em Alfredo Chaves

Anúncio