Anúncio

Morador de Guarapari luta contra o câncer e família pede doações para arcar com custos

Após passar por uma cirurgia de retirada de um tumor cerebral, Plínio Marin ficou com o lado esquerdo do corpo paralisado e o custo com cuidados é de aproximadamente R$8 mil mensais

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 31 de agosto de 2020 às 17:14
Atualizado em 1 de setembro de 2020 às 17:11

Anúncio

Plínio Miguel Marin. Foto: Arquivo Pessoal

Recentemente, Plínio Miguel Marin passou por uma cirurgia de retirada de um tumor cerebral maligno e, desde então, encontra-se com o lado esquerdo do corpo paralisado. A condição exige cuidados especiais, como acompanhamento de cuidadores, remédios, fraldas e alimentação, que chegam a R$8 mil reais mensais. Para arcar com os custos e continuar oferecendo todo o necessário, familiares criaram, na última sexta-feira (28), a campanha de arrecadação “Todos pelo Plínio”.

Leonardo Marin, de 42 anos, é filho de Plínio e, recentemente, graças a uma campanha criada por amigos e familiares, enfrentou um câncer na laringe e, agora, pede colaborações para dar continuidade ao tratamento do pai. “Eu doei mais de metade do que recebi para o meu tratamento para ele, que está em um quadro bem mais delicado que o meu”, conta.

Desde que passou por uma cirurgia, no dia 25 de maio, Plínio encontra-se acamado, com o lado esquerdo do corpo paralisado. O mecânico, de 64 anos, tem feito uso de sondas para alimentar-se e conta com os cuidados dos filhos e especialistas. Segundo Leonardo, a maioria dos gastos não são cobertos pelo plano de saúde e, para continuar oferecendo todos os cuidados necessários ao pai, a família resolveu criar a campanha de arrecadação.

Desde que foi criada, na última sexta (28), a campanha ‘Todos pelo Plínio” já arrecadou aproximadamente R$5 mil. Apesar de parecer alto, o valor não é o bastante para cobrir um mês das despesas com o tratamento. “Somando os gastos com oncologista, fisioterapia, cuidadores, remédios, fraldas e alimentação, o custo totaliza de R$7 mil a R$8 mil mensais”, explica o filho.

Para colaborar e juntar-se à campanha, basta doar qualquer valor através do PicPay, depósito ou transferência bancária.

Seguem os dados:

Foto: Divulgação

Com esperanças de que, com o valor, poderão proporcionar os cuidados necessários para que Plínio vença a luta contra o câncer, a família agradece a colaboração.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Samarco ajuíza Recuperação Judicial para manter suas atividades de produção

Objetivo é equacionar endividamento financeiro para garantir proteção para ativos e postos de trabalho após retomada da produção em dezembro de 2020

Como-Montar-Uma-Clinica-Medica

Câmara de Guarapari aprova contratação de médicos e pagamento de auxílio aos profissionais de Saúde

Ambos projetos foram aprovados em unanimidade pelos vereadores presentes e seguem para sanção do Prefeito

Anúncio

Anúncio

policia_civil-delegacia-GRI

Polícia Civil prende em Guarapari suspeitos de roubo a postos de gasolina

O crime teria ocorrido no dia 7 de dezembro de 2021

kettle-bell-592905_640

TJES concede liminar para suspensão de Lei que considera atividades físicas como essenciais em Guarapari

Liminar visa suspender Lei Municipal nº4435/2021, que estabelece atividades ligadas à educação física como essenciais

Anúncio

50º-MAPA-DE-RISCO---12.04-a-18.04

Mapa de Risco: 42 cidades em Risco Extremo, incluindo Guarapari e Anchieta

Apenas dois municípios (Conceição da Barra e Ibitirama) estão classificados como de risco moderado

vacina 65 69 2

Agendamento para vacinar idosos de 60 a 64 anos contra Covid-19 abre segunda-feira (12) em Guarapari

Anúncio